Nobel da Economia Paul Krugman antecipa dificuldades para Donald Trump em “apagar” NAFTA

  • Lusa
  • 2 Setembro 2017

Na perspetiva de Krugman, o obstáculo da atual renegociação do NAFTA prende-se com todos os problemas que afetam a relação bilateral entre os Estados Unidos e o México.

O Nobel da Economia Paul Krugman afirmou, na sexta-feira, que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai ter dificuldades em “apagar” o Tratado de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA), com Canadá e México.

“Não é possível que o Presidente dos Estados Unidos apague o NAFTA mesmo que queira”, sustentou Paul Krugman, prémio Nobel da Economia de 2008, no discurso principal do “Fórum de Discussão com Especialistas 2017: NAFTA e o Crescimento Económico do México”, que decorreu na cidade de Monterrey.

Diante de audiência composta por estudantes, académicos, membros do Governo e representantes da indústria automóvel, Paul Krugman defendeu que, independentemente “do poder” que o Presidente dos Estados Unidos tem, os acordos comerciais dependem do Congresso e no caso do NAFTA está em jogo uma grande quantidade de empregos e exportações de empresas norte-americanas.

Não é possível que o Presidente dos Estados Unidos apague o NAFTA mesmo que queira.

Paul Krugman

Nobel da Economia

O economista qualificou ainda de simplista a visão de Trump relativamente ao NAFTA de que o défice comercial é mau e as exportações são boas, argumentos que o Presidente dos Estados Unidos utilizou para sustentar que se trata “do pior tratado na história dos Estados Unidos”.

Krugman afirmou que os assessores de Trump estão a aperceber-se de que não vai ser tão fácil como se pensava alterar o NAFTA, atendendo à quantidade de empresas que têm destacado que os setores aos quais pertencem e os empregos dependem da relação comercial com o vizinho México.

O académico da Universidade de Princeton (Nova Jersey, EUA) afirmou que, num determinado momento, quando havia otimismo relativamente ao crescimento da economia mexicana, o NAFTA foi “vendido” como um instrumento para os Estados Unidos aumentarem as suas exportações e postos de trabalho.

Contudo, realçou, “nada disso aconteceu”: “Isso caiu tudo por terra com a chegada da crise de finais de 1994 e 1995 que provocou o colapso dos mercados emergentes”. Na perspetiva de Krugman, o obstáculo da atual renegociação do NAFTA prende-se com todos os problemas que afetam a relação bilateral entre os Estados Unidos e o México, entre os quais a questão em torno da imigração ilegal e o narcotráfico.

Donald Trump advertiu, há duas semanas, que “provavelmente vai acabar” com o Tratado de Livre Comércio da América do Norte, com o México e o Canadá, cujas negociações começaram no mês passado. “Tenho de ser honesto (…) pessoalmente não creio que podemos alcançar um acordo porque se aproveitaram de nós e de uma forma muito má. Eles fizeram grandes negócios: os dois países, especialmente o México. Não creio que possamos alcançar um acordo”, disse, num comício em Phoenix, no Arizona. “Creio que provavelmente terminaremos com o tratado”, sublinhou então o Presidente dos Estados Unidos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Nobel da Economia Paul Krugman antecipa dificuldades para Donald Trump em “apagar” NAFTA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião