Euro acelera. Apostas na moeda única em máximos de 2009

A moeda única já "namorou" a fasquia dos 1,21 dólares nesta manhã, com o alerta de Draghi a não parecer ser suficiente para impedir mais subidas. Mercado aposta que o euro vai continuar a subir.

O mercado aguardava-o e Draghi não falhou. Nesta quinta-feira, o presidente do BCE abordou o tema do euro no discurso após a última reunião de política monetária, alertando para o risco associado à forte valorização da moeda única e para a “incerteza” que daí pode advir para a Zona Euro. Mas os alertas de Draghi não estão a ser suficientes para travar as subidas da moeda única. Nesta sessão, o euro soma e segue, tendo já “namorado” a fasquia dos 1,21 dólares ao atingir um novo máximo do início do ano.

A moeda única segue a valorizar 0,23%, para os 1,2051 dólares, sendo que já atingiu os 1,2092 dólares. Ou seja, o valor mais elevado desde o dia 2 de janeiro face à “nota verde”.

Apesar de uma rara alusão à apreciação do euro na declaração que proferiu após a reunião do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi apenas admitiu que a “volatilidade das taxas de câmbio é problemática, preferindo não falar sobre qualquer ação que possa ser tomada no sentido de reverter o sentido da moeda única que não para de ganhar força face ao dólar. Desde o início do ano, o euro já valorizou 14,5%.

“A estratégia desta intervenção branda é prevenir uma futura pressão especulativa altista sobre o euro”, afirmou Lena Komileva, economista da Plus Economics, citada pela Bloomberg. “Draghi não pareceu muito preocupado”, acrescentou a mesma especialista.

Apostas na subida do euro em máximos de 2009

Fonte: Bloomberg8 setembro, 2017

Já Patrick O’Donnell, gestor de ativos da Aberdeen Standard investments diz que “Draghi fez o suficiente para abrandar a apreciação do euro mas não o rumo do seu percurso, que é de subida”. Vasileios Gkionakis, estratega do Unicredit, complementa essa opinião, dizendo que “é difícil de ver como esse rally pode parar”.

O mercado parece partilhar dessa opinião. As apostas dos investidores no mercado de opções que apontam para a valorização da moeda única estão em máximos de 2009, de acordo com dados da Bloomberg. Ou seja, desde o início da crise financeira que essas apostas não eram tão elevadas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Euro acelera. Apostas na moeda única em máximos de 2009

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião