Quem é quem na Yupido, a empresa dos 29 mil milhões

Quais os nomes de quem faz a Yupido, a empresa com o maior capital social em Portugal? O ECO preparou uma infografia com os protagonistas, os cargos e as percentagens de quem participa na sociedade.

Na Yupido, a empresa portuguesa com um capital social de 28,8 mil milhões de euros, existe um CEO, um CMO, um CFO, um CTO, um CSO, um CCO, um CRO, uma COO e uma CHRO. Existe também uma tax advisor, uma legal advisor e uma financial advisor. A par com os cargos de chefia, dois dos três fundadores acumulam ainda as funções de chairman e vice-chairman. Há ainda um presidente da mesa da Assembleia Geral, uma vice-presidente e um porta-voz da empresa que, por estes dias, é quem tem falado com os jornalistas.

A empresa esteve no centro da agenda mediática esta semana, depois das notícias de que completou um aumento de capital na ordem dos 11.000%, de cerca de 240 milhões, para os tais 28,8 mil milhões de euros em 2016. Ao longo de três dias, o ECO revelou que: a esmagadora maioria desse capital é em “ativos intangíveis”; esses ativos são, em traços gerais, uma “plataforma digital inovadora” de media; e que o revisor oficial de contas que aprovou o aumento de capital está certo de que a empresa pode valer ainda mais.

Ficou a faltar falar dos protagonistas. Os nomes por detrás desta empresa multimilionária que, apesar da dimensão, ainda não tem operações: registou um volume de vendas nulo entre 2015 e 2016, teve zero pessoas ao serviço no mesmo período e somou, então, um resultado líquido negativo (prejuízo) superior a 33.000 euros. Na infografia, fique a conhecer os nomes e os cargos que cada envolvido ocupa. O ECO dá mais alguns detalhes acerca dos principais intervenientes.

Fonte: Site da Yupido e documentação obtida pelo ECOInfografia por Louise Farias / ECO

E quem são estas pessoas? Sabe-se, por exemplo, que Torcato André Jorge e Filipe Besugo terão desempenhado funções na Juventude Popular de Loures, a jota do CDS-PP. Tiago Gama e Sofia Asseiceiro (esta última não consta no site da Yupido mas terá estado entre a equipa fundadora) são advogados da Pares Advogados. Assim como Rui Rompante, o advogado que certifica os documentos entregues pela empresa na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa.

Sabe-se ainda que Francisco Mendes, que foi quem deu a cara e a voz pela Yupido após o lançamento das notícias (mas que não consta no site da empresa) estará nos Estados Unidos. Já Cláudia Sofia Alves, a detentora da maioria do capital da empresa em ativos intangíveis, é também a proprietária da CPEGERH – Companhia Portuguesa de Economia e Gestão de Empresas e Recursos Humanos, uma empresa unipessoal que detém a marca “Yupido” e que não apresenta balanços há vários anos. Segundo o ECO apurou não tem mais nenhuma participação financeira.

Quanto a António Alves da Silva, o revisor oficial de contas que aprovou o aumento de capital da Yupido, consta no site da RFF Advogados como membro do Conselho Superior da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas desde 2011 e terá mais de 50 anos de carreira.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Quem é quem na Yupido, a empresa dos 29 mil milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião