Google vai ajudar três grandes jornais a captarem novos subscritores

A gigante tecnológica estará em conversações com a News Corp (dona do jornal WSJ), o FT e o NYT para encontrarem novas formas de captar subscritores. Método recorrerá à inteligência artificial.

A Google vai esforçar-se por ajudar três grandes grupos de media internacionais a angariarem novos subscritores. Com recurso a inteligência artificial, a gigante tecnológica vai encontrar novas formas de motivar o público a adquirir subscrições nos jornais The Wall Street Journal (grupo News Corp), The New York Times e Financial Times, numa altura em que aumenta a pressão dos criadores de conteúdo sobre as plataformas de distribuição, que reclamam uma maior fatia dos lucros gerados por estas empresas com a publicidade.

Segundo o Financial Times [acesso pago], o projeto colaborativo deverá ser anunciado nas próximas semanas. A ideia é tornar mais fácil a venda de subscrições online, identificando utilizadores mais abertos a pagar por informação e criando anúncios personalizados para os impactar e cativar. Eventualmente, o programa que está a ser criado poderá ser alargado a outros grupos de media, para além dos três envolvidos nesta fase inicial.

O setor dos media tem levado a cabo um braço de ferro com gigantes tecnológicas como a Google e o Facebook, que detêm quotas de mercado bem acima dos 90%. É que uma parte do negócio destas plataformas assenta no conteúdo que as empresas de media disponibilizam nelas, mas os publishers queixam-se de que não recebem uma parcela justa das receitas obtidas com venda de publicidade. Em contrapartida, as empresas de media dependem destas plataformas para captarem audiência e tráfego para os seus sites.

Esta nova parceria entre a Google e três dos maiores jornais do mundo com forte presença digital abrange novas formas de pagar pelas subscrições, como os pagamentos com um simples clique. Os publishers passarão também a ter maior controlo sobre que tipo de acesso é dado aos não subscritores que entram nos sites a partir de pesquisas no Google, segundo informações apuradas pelo próprio Financial Times.

Google, News Corp e a administração do Financial Times recusaram comentar as informações. Já o presidente executivo do The New York Times, Kinsey Wilson, disse: “Estamos a ser encorajados pela disponibilidade da Google em encontrar novas soluções para os publishers ao nível das subscrições e vamos continuar a trabalhar com eles durante os testes e o desenvolvimento do produto.”

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Google vai ajudar três grandes jornais a captarem novos subscritores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião