Dona do Correio da Manhã dispara 14% com aposta no jogo online

Melhor sessão em quatro anos para a dona do Correio da Manhã. Ações disparam 14% depois de Cofina ter anunciado que o Turismo de Portugal lhe atribui licença para operar no jogo online.

Dona do Correio da Manhã disparou em bolsa esta quarta-feira.António Cotrim / Lusa

Melhor sessão em quatro anos para a Cofina. As ações dispararam esta quarta-feira 14% depois de o grupo de media que detém títulos como o Correio da Manhã, Recorde ou Jornal de Negócios ter anunciado ao mercado que o Turismo de Portugal lhe atribuiu uma licença para operar no mercado do jogo online em Portugal.

Com um disparo de 13,94% na sessão de hoje em Lisboa, para os 0,474 euros, a Cofina apresentou-se com elevada pressão compradora: foram trocados mais de 1,4 milhões de papéis do grupo liderado por Paulo Fernandes, um nível de liquidez nove vezes superior à média diária dos últimos 12 meses. É preciso recuar ao dia 25 de setembro de 2013 para encontrar um melhor desempenho da Cofina na bolsa.

Desde o início do ano, as ações ganham 80%, negociando em máximos de dois anos, conferindo ao grupo uma avaliação de mercado de 48,6 milhões de euros.

“As ações da Cofina foram alvo de uma pressão compradora significativa, favorecidas pelo anúncio de que foi aprovada a emissão de licença à “A Nossa Aposta”, para a exploração de jogos de fortuna ou azar no sítio na Internet www.nossaaposta.pt”, referem os analistas do BPI no seu Comentário de Fecho.

Este ganho acentuado na bolsa surge no dia em que a Cofina comunicou através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que obteve da Comissão de Jogos do Turismo de Portugal licença para exploração por três anos de jogos de fortuna ou azar na plataforma na Internet www.nossaaposta.pt.

"As ações da Cofina foram alvo de uma pressão compradora significativa, favorecidas pelo anúncio de que foi aprovada a emissão de licença à “A Nossa Aposta”, para a exploração de jogos de fortuna ou azar no sítio na Internet www.nossaaposta.pt.”

Analistas do BPI

Comentário de Fecho

Detida em 40% pela Cofina Media, que por sua vez é integralmente detida pela Cofina SGPS, a sociedade ‘A Nossa Aposta – Jogos e Apostas Online’ é apresentada como “uma plataforma que assenta na inovação, entretenimento e responsabilidade social”, num comunicado da Cofina hoje divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A licença – cuja atribuição foi deliberada pela Comissão de Jogos do Turismo de Portugal em reunião realizada na passada sexta-feira – “é válida pelo prazo inicial de três anos, contado a partir da data da sua emissão, caducando em 21 de setembro de 2020, caso não seja prorrogado, nos termos e condições previstos no Regime Jurídico dos Jogos e Apostas Online”, lê-se no comunicado.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Dona do Correio da Manhã dispara 14% com aposta no jogo online

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião