Grupo José de Mello Saúde compra clínica em Coimbra

O Grupo anunciou que acordou a compra da CIPS - Clínica Particular de Coimbra, operação que deverá ser efetivada num prazo de dois meses.

A José de Mello Saúde foi novamente às compras. Em causa está a CIPS – Clínica Particular de Coimbra, que o grupo liderado por Salvador de Mello anunciou ao mercado já ter acordado a respetiva compra.

Em comunicado enviado à CMVM na quinta-feira à noite, a Mello Saúde informa que “chegou a acordo com os acionistas da CPIS – Clínica Particular de Coimbra, S.A. para a aquisição de uma posição mínima de 80% e eventualmente da totalidade do capital social desta sociedade”. O mesmo comunicado diz ainda que a efetivação da transferência das ações desta clínica deverá acontecer num prazo estimado de dois meses.

Esta unidade de saúde situada em Coimbra conta com 28 camas, quatro salas de bloco operatório e 27 gabinetes de consulta. No comunicado enviado ao regulador, a Mello Saúde não faz referência ao investimento realizado para concretizar esta compra.

O anúncio desta aquisição acontece poucos dias depois de o grupo liderado por Salvador de Mello ter fechado um empréstimo obrigacionista de 50 milhões de euros, por um prazo de seis anos, cujo objetivo é ser aplicado entre outros para “fazer face a novas oportunidades de investimento, tal como anunciou o grupo.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Grupo José de Mello Saúde compra clínica em Coimbra

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião