Lisboa no verde pela sétima sessão. BCP e Galp suportam a subida

O PSI-20 abriu em alta pela sétima sessão consecutiva, sinalizando um novo máximo de inícios de dezembro de 2015.

A praça bolsista lisboeta entrou com o pé direito na última sessão da semana. O índice PSI-20 abriu em alta pela sétima sessão consecutiva, um desempenho que está a ser apoiado no avanço dos títulos do BCP e Galp Energia.

O PSI-20 arrancou a valorizar 0,27%, para os 5.390 pontos, um novo máximo desde o início de dezembro de 2015. O avanço do índice bolsista luso está a ser suportado pela valorização e 0,78%, para os 24,59 cêntimos dos títulos do BCP. Mas também pela valorização das ações da Galp Energia que arrancaram a somar 0,1%, para os 15,10 euros, em contraciclo com a desvalorização sofrida pelos preços do petróleo nos mercados internacionais.

Nota positiva também para as ações dos CTT e NOS que somam 0,14% e 0,13%, respetivamente, para os 5,10 e 5,22 euros. Já a Novabase, volta a provar ganhos — 0,83% para os 3,64 euros — depois de ter sido a estrela da sessão anterior com um disparo de 12,78%, apoiada na oferta de um dividendo extraordinário de 50 cêntimos.

Com sinal menos, destaque para as cotadas do universo Sonae: a Sonae SGPS recua 0,1% para os 1,005 euros, enquanto a Sonae Capital perde 0,11% para os 87 cêntimos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa no verde pela sétima sessão. BCP e Galp suportam a subida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião