Novo Banco poderá deixar cair fasquia de comprar 75% da dívida

  • ECO
  • 2 Outubro 2017

O Novo Banco poderá deixar cair a condição que faz depender o sucesso da operação de compra da dívida, da aquisição de 75% das obrigações. Em troca de uma folga de solidez de 500 milhões.

O Novo Banco (NB) poderá deixar cair a condição que faz depender o sucesso da operação de compra de dívida, da aquisição de 75% das obrigações. A instituição liderada por António Ramalho, a poucas horas do fecho da operação [18 horas desta segunda-feira], tem como objetivo gerar uma folga de solidez de 500 milhões de euros, escreve o Jornal de Negócios (acesso pago) na edição desta segunda-feira.

O mesmo jornal adianta que a possibilidade de deixar cair as condições de sucesso da operação está prevista no memorando da oferta, com data de 24 de julho. Entre as condições de sucesso da operação previstas pelo documento estão a instituição adquirir 75% da dívida (tendo por referência o valor nominal dos títulos), incluindo pelo menos 1.000 milhões emitidos pela sucursal de Londres e ainda a necessidade de estarem cumpridas as condições indispensáveis à venda do Novo Banco.

Mas o memorando da oferta diz também que “o oferente reserva-se o direito de renunciar discricionariamente a qualquer das condições acima prevista, podendo vir a fazê-lo a qualquer momento até ao momento do anúncio dos resultados da oferta”.

A operação de compra da dívida termina esta segunda-feira. Se a operação tiver sucesso, o Novo Banco será vendido até dia 20.

Comentários ({{ total }})

Novo Banco poderá deixar cair fasquia de comprar 75% da dívida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião