Novo Banco conseguiu ‘ok’ à oferta em 16 assembleias

  • Rita Atalaia
  • 29 Setembro 2017

Os investidores do Novo Banco voltaram a reunir-se para aprovarem, ou não, a oferta de troca do banco. Das 12 AG realizadas hoje, em sete os obrigacionistas aprovaram a proposta.

Os investidores em dívida sénior do Novo Banco voltaram a reunir-se esta sexta-feira, numa segunda convocatória para aprovarem, ou não, a oferta de troca de dívida da instituição financeira liderada por António Ramalho. Nas 12 assembleias gerais que se realizaram hoje, em sete os obrigacionistas aprovaram a proposta por uma maioria mínima de 75%. Um resultado que faz com que o Novo Banco já tenha obtido a aprovação em 16 séries.

“Realizaram-se hoje, em Londres, as assembleias gerais das 12 séries de obrigações que em 8 de setembro não obtiveram suficiente quórum constitutivo. As assembleias gerais de hoje reuniram com um quórum mínimo de um terço as obrigações existentes para votar o reembolso antecipado nos termos propostos pelo Novo Banco. Em sete das 12 assembleias gerais, os obrigacionistas aprovaram a proposta por uma maioria mínima de 75%”, lê-se no comunicado divulgado pelo Novo Banco.

"Conclui-se assim, com a aprovação em 16 séries, o processo de votação para o reembolso antecipado das obrigações, totalizando o reembolso de 4.075 milhões de euros a valor nominal.”

Novo Banco

Com a conclusão da segunda convocatória, “conclui-se assim, com a aprovação em 16 séries, o processo de votação para o reembolso antecipado das obrigações, totalizando o reembolso de 4.075 milhões de euros a valor nominal”, explica o banco, que conseguiu recomprar títulos no valor de 2,34 mil milhões de euros na primeira AG. “O Novo Banco já possui ordens irrevogáveis nestas séries com um valor agregado de ordens processadas de 4.604 milhões de euros, correspondentes a 73,4% do objetivo”, acrescenta.

A diferença entre os dois valores é de 529 milhões de euros, o que pode ser explicado pelo facto de os investidores poderem dar ordem de venda diretamente junto do Novo Banco mesmo nas linhas de dívida que foram chumbas em AG. “Permanecem em aberto as restantes 20 séries, nas quais os obrigacionistas podem decidir até 2 de outubro a aceitação dos termos da oferta”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Novo Banco conseguiu ‘ok’ à oferta em 16 assembleias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião