Garrigues assessora venda de edifício do Novo Banco

Sócios do imobiliário da Garrigues assessorou a Merlin Properties na compra do edifício no Marquês de Pombal

As equipas de Imobiliário e M&A da Garrigues, lideradas pelos sócios Jorge Gonçalves e Mário Lino Dias, assessoraram a Merlin Properties na aquisição do edifício do Novo Banco, no Marquês de Pombal, no valor de 60,3 milhões de euros.

O edifício de escritórios, localizado em pleno centro da cidade, tem uma área de 12.460 m2 sendo 9.425 metros quadrados de escritórios e 3.205 m2 de comércio, com um nível de ocupação de 63%, contando como inquilinos o próprio Novo Banco, a McKinsey, o Banco Best e a MDS Portugal.

Com esta aquisição a Merlin reforça a sua presença no mercado de escritórios de
Lisboa, contando atualmente com mais de 60.000 metros quadrados de área locável,
evidenciando a aposta daquele investidor em ativos prime em Portugal.

A Garrigues assessorou ainda a seguradora francesa Groupama S.A. na venda da totalidade da sua unidade de negócio em Portugal (ramos vida e não-vida) — por via da transmissão de 100% do capital social da Groupama Seguros de Vida, S.A. — à subsidiária portuguesa da China Tianying.

A documentação foi assinada no passado dia 22 de setembro, encontrando-se em curso os procedimentos regulamentórios. A transação foi coordenada, do ponto de vista legal, pelo sócio Mário Lino Dias e pelo associado sénior Luís Pedro Oliveira.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Garrigues assessora venda de edifício do Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião