Tem informação para impugnar Trump? A Hustler dá 10 milhões

  • Juliana Nogueira Santos
  • 16 Outubro 2017

"Poderia usar estes 10 milhões em luxos ou nos meus negócios, mas que bem é que isso me traria num mundo devastado pelo idiota mais poderoso da história", questiona o publisher da Hustler.

Donald Trump tem-se tornado um dos presidentes norte-americanos mais impopulares da história do país. Após ter sido confrontado com exemplos de má gestão em situações como a destruição em Porto Rico, o atentado terrorista de Las Vegas ou as manifestações de Charlottesville, apenas 38% da população concorda com o caminho seguido pelo presidente, como mostram os dados da Gallup.

O descontentamento chegou até às páginas do Washington Post, onde Larry Flint, publisher da revista Hustler, pagou por um anúncio de página inteira a oferecer 10 milhões de dólares por informação que possa servir para espoletar o processo de impugnação do presidente.

À semelhança de um anúncio para caçadores de recompensas do velho oeste, Flynt afirma que “Trump se tem mostrado perigosamente incapaz de exercer o poder extremo acumulado pelo nosso executivo unitário”, pelo que informações danosas em conjugação com o facto de Trump não ter ganho o voto popular e de ter beneficiado do gerrymandering uma técnica utilizada pelos partidos para delimitar as zonas de voto à sua vontade — poderão servir para o impugnar.

"Poderia usar estes 10 milhões em luxos ou nos meus negócios, mas que bom é que isso me traria num mundo devastado pelo idiota mais poderoso da história?”

Larry Flynn

Publisher da Hustler

São enumeradas outras razões como a decisão de demitir James Comey, o constante perigo nuclear que o presidente alimenta nas redes sociais ou as retiradas de acordos importantes como o de Paris. E ainda que esta seja uma alternativa “confusa e contenciosa”, a ideia de Trump se manter na Casa Branca parece ainda pior para o publisher.

Já não é a primeira vez que Larry Flynt entra nos corredores da política, visto que tentou a mesma manobra com as declarações de rendimentos de Mitt Romney, um dos candidatos republicanos à presidência, justificando com a suspeita de este ter mantido encontros sexuais ilícitos com membros do Congresso e da Casa Branca. Nessa altura, Flynt declarou o seu apoio oficial pela candidata democrata, Hillary Clinton.

O anúncio termina com o milionário a afirmar que “poderia usar estes 10 milhões em luxos ou nos meus negócios, mas que bom é que isso me traria num mundo devastado pelo idiota mais poderoso da história?

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tem informação para impugnar Trump? A Hustler dá 10 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião