DBRS coloca dívida do Novo Banco em “revisão com perspetiva positiva”

Agência canadiana diz que vai avaliar aquisição do Novo Banco pelo fundo norte-americano Lone Star antes de voltar a atualizar a notação da dívida do banco português.

A DBRS colocou os ratings de dívida e de depósitos do Novo Banco “em revisão com perspetiva positiva”, anunciou esta terça-feira a agência em comunicado.

“Durante este período [de revisão], a DBRS vai avaliar a concretização da aquisição do Novo Banco pelo Lone Star e as suas potenciais implicações para o banco, a rentabilidade, o financiamento e capital”, diz a agência de notação canadiana.

“Um fator chave desta revisão será o impacto na qualidade dos ativos do banco como resultado do mecanismo de capital contingente fornecido pelo Fundo de Resolução para uma carteira de ativos de até 3,9 mil milhões de euros”, argumenta ainda.

Adianta ainda que com a atribuição de um novo Long-Term Issuer Rating de CCC (alto) e de um novo Long-Term Senior Debt de CCC (alto), “todos os rating de dívida sénior do banco estão agora ao mesmo nível que estavam antes do anúncio do exercício de liability management exercise (LME), refletindo o impacto limitado do LME no Novo Banco e a venda esperada ao Lone Star”.

A venda do Novo Banco será assinada esta quarta-feira de manhã no Banco de Portugal.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

DBRS coloca dívida do Novo Banco em “revisão com perspetiva positiva”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião