Uber trocada por empresa de veículos elétricos

  • ECO
  • 17 Outubro 2017

A Uber perdeu mais um funcionário, desta vez foi o responsável pela estratégia nos mercados da Europa, Médio Oriente e África, que abandonou a empresa para ingressar numa empresa de veículos elétricos

A Uber continua envolvida em polémicas e parece estar difícil conseguir recuperar. Desta vez, foi o responsável pela estratégia da empresa nos mercados Europeu, Médio Oriente e África, que abandona a Uber já no próximo mês para ingressar numa empresa de carregamento de veículos elétricos.

A empresa de transportes continua a perder trabalhadores e executivos. Christopher Burghardt vai deixar de trabalhar para a Uber em novembro, para iniciar uma nova carreira na empresa Chargepoint, dedicada ao carregamento de veículos elétricos, de acordo com um comunicado enviado pela empresa, citado pelo Financial Times. A Chargepoint está a criar uma rede de transportadores em toda a Europa para suportar veículos elétricos.

Burghardt é responsável pela estratégia da empresa nos mercados EMEA (Europa, Médio Oriente e África) e, na nova empresa, vai exercer o cargo de diretor executivo, de acordo com declarações feitas pelo próprio à Reuters. No entanto, acredita que o atual CEO da Uber tem todas as capacidades para levar a empresa no bom caminho.

Esta bola de neve que enrola a empresa continua a avançar, no início deste mês, o principal responsável da Uber no Reino Unido também abandonou a empresa depois de a capital britânica ter recusado renovar a licença de operação da empresa na cidade. Também o CEO e cofundador da Uber foi afastado do cargo, depois de estar envolvido em várias polémicas com reguladores nos Estados Unidos e restantes mercados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Uber trocada por empresa de veículos elétricos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião