Uber vai passar a entregar refeições em Lisboa

Serviço UberEATS chega a Lisboa "até ao final do ano", avançou a Uber Portugal em comunicado. Permitirá aos utilizadores encomendar refeições numa nova aplicação.

Serviço UberEATS deverá funcionar numa nova aplicação e chegará a Lisboa até ao final do anoDR

O serviço UberEATS, através do qual os utilizadores da Uber podem encomendar uma refeição que é entregue num local a pedido, está a chegar a Portugal. Lisboa será a primeira cidade portuguesa a ter esta funcionalidade que já existe noutras 100 cidades lá fora. A empresa está neste momento a “estabelecer parcerias com os melhores restaurantes da cidade”, avançou a Uber Portugal em comunicado.

“O UberEATS vai chegar a Lisboa até ao final do ano. O serviço de entrega de refeições ao domicílio da Uber vai ligar os utilizadores de Lisboa aos melhores restaurantes da cidade”, indica a empresa numa nota enviada às redações. A empresa não se compromete com uma data específica e ainda está à procura de restaurantes parceiros e estafetas. Aos primeiros, a Uber promete “um impacto real” sobre o negócio. Aos estafetas, promete “flexibilidade total” nos horários e “maiores rendimentos”.

No comunicado, a empresa de transporte, que tem já 3.000 motoristas parceiros nas várias cidades em que opera em Portugal, garante ainda que o UberEATS vai “criar centenas de oportunidades económicas para residentes locais que queiram ser parceiros de entrega de refeições através da aplicação”. “Este produto irá contribuir para o crescimento das vendas dos restaurantes parceiros, e também oferecerá dados e análises personalizadas das suas entregas, serviço de apoio ao cliente e um novo canal direto para chegar a mais clientes de forma simples e eficiente”, escreve a Uber Portugal.

Segundo o comunicado, o serviço UberEATS funcionará numa “nova aplicação” e com uma “equipa dedicada”. Rui Bento, diretor-geral da empresa, avançou que a empresa está a “reforçar” a “aposta em Portugal”: “Para além de continuarmos a trazer uma opção de mobilidade mais simples, segura e económica às cidades portuguesas, queremos tornar a descoberta gastronómica e a entrega de refeições mais rápida e conveniente aos Lisboetas com o UberEATS.”

A notícia surge na mesma altura em que se sabe que este serviço está a registar um sucesso notório noutros mercados, de acordo com o The New York Times. O serviço sobressai nas contas da Uber por ser lucrativo em pelo menos 27 das 108 cidades onde existe atualmente (dados de julho), principalmente em mercados mais orientais. É um dado particularmente curioso na medida em que o principal negócio da empresa — o transporte privado — ainda não atingiu o break-even nove anos depois de ter surgido nos Estados Unidos. No final do segundo trimestre, a Uber faturou 1,75 mil milhões de dólares, registando um prejuízo de 645 milhões. Encontra-se avaliada em mais de 70 mil milhões de dólares.

Em risco de perder a licença em Londres, líder da Uber pede desculpa

A linha de vida da Uber está pontuada de polémicas e incidentes. Em Portugal, o setor ainda aguarda regulamentação e é ilegal aos olhos das autoridades, como avançou o ECO no início do ano. A empresa está ainda em risco de perder a licença para operar em Londres já no final deste mês, o que desencadeou uma petição contra a decisão das autoridades que conta já com mais de 670.000 assinaturas.

Esta segunda-feira, o jornal The Guardian cita o novo presidente executivo da empresa, Dara Khosrowshahi, que veio a público pedir desculpa pelos erros cometidos durante o seu percurso. Os reguladores queixam-se de que a empresa não tomou as medidas apropriadas para garantir a idoneidade dos motoristas. Face a isso, o gestor afirmou: “Ao mesmo tempo que a Uber revolucionou a forma como as pessoas se deslocam nas cidades em todo o mundo, também é verdade que cometemos erros ao longo desse percurso. Em nome de todos na Uber, peço desculpa pelos erros que cometemos.” A empresa recorreu da decisão da Transports of London de não renovar a licença e aguarda uma decisão final.

(Notícia atualizada às 12h47 com mais informações)

Comentários ({{ total }})

Uber vai passar a entregar refeições em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião