Uber Portugal investe 90 milhões de euros. Cria “hub” em Lisboa e quer recrutar 200 pessoas

A Uber Portugal mudou de casa e tem um novo "hub" em Lisboa. Empresa está inclinada para adotar o regime de trabalho híbrido e procura 200 pessoas para a equipa.

A Uber encontrou uma nova “casa para o longo prazo” em Lisboa. São cinco pisos de escritórios e salas de conferências perto da praça de touros do Campo Pequeno, um investimento de “mais de 90 milhões de euros” e um forte sinal ao mercado de que o teletrabalho pode não ter vindo para ficar, pelo menos de uma forma permanente.

Esta nova residência do grupo vai agregar, numa localização comum, as operações da aplicação de transporte privado, mas também da Uber Eats e o novo Centro de Excelência da empresa, há muito prometido, que vai dar suporte aos clientes da cotada norte-americana no sul da Europa, num total de nove países, de Espanha a Itália, da Turquia a Israel. Será o local de trabalho de 400 pessoas e a empresa quer contratar mais 200 ainda este ano.

Até janeiro de 2022, a política global em vigor permite aos trabalhadores optarem por ficar em casa ou ir ao escritório. E isso aplica-se também à Uber Portugal. Como será depois, é uma decisão que ainda não está tomada, mas há uma inclinação no sentido da adoção do modelo híbrido de trabalho. No piso visitado pelo ECO esta quinta-feira de manhã, contavam-se pelos dedos das mãos os trabalhadores da Uber (descontando o aparato de fatos, gravatas e vestidos).

“A partir deste edifício, vamos continuar a fazer a gestão diária das operações de mobilidade e da Uber Eats. Neste momento, estamos a centrar todas as equipas que tínhamos a trabalhar em Lisboa aqui neste Uber Hub. Estamos a falar de gestão diária da operação, mas estamos a falar também de temas mais diferenciados, como, por exemplo, deteção de fraude, monitorização de qualidade e recolha contínua de feedback das viagens”, explicou ao ECO o diretor-geral da Uber, Manuel Pina.

Os mais de 90 milhões de euros investidos pela Uber Portugal não são apenas no espaço físico, detalhou ainda o responsável, mas representam uma aposta na “formação e criação de talento”. “E esse talento não precisa de, necessariamente, trabalhar aqui todos os dias”, referiu.

Todavia, para a Uber Portugal, o escritório continua a ser uma componente relevante da vida profissional. “Não acho que o trabalho remoto seja uma coisa passageira. Acredito que vai ser parte da realidade no futuro. Mas também é necessário uma componente de trabalho em equipa”, defendeu.

Fotografias do novo Uber Hub em Lisboa:

Um centro que não é um call center

“Este centro não é um call center, apressou-se a esclarecer Régis Hasle, responsável de operações da Uber na Europa, Médio Oriente e África, numa altura em que Portugal é cada vez mais um destino deste tipo de serviços, devido a fatores como a alta qualificação dos trabalhadores e os salários mais baixos em comparação com outros mercados.

O Governo parece concordar. Num discurso proferido na inauguração da nova sede portuguesa da Uber, o secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres, disse que, ao Executivo socialista, não interessa só o montante investido por estas empresas: o impacto que tem é igualmente importante. “Precisamos também dos call centers, mas este centro que a Uber inaugura é verdadeiramente um centro de excelência”, atirou.

2021 caminha para ser “o melhor ano no que concerne ao investimento estrangeiro” no país, vaticinou João Torres. Antes da pandemia, este tipo de centros empregava, em números redondos, 60 mil pessoas em Portugal, revelou o governante.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Uber Portugal investe 90 milhões de euros. Cria “hub” em Lisboa e quer recrutar 200 pessoas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião