Eurostat confirma défice de 2%. Cinco países fizeram pior que Portugal em 2016

O Eurostat confirmou esta segunda-feira o défice de 2% de Portugal em 2016. Cinco países da Zona Euro apresentaram piores contas que as portuguesas, incluindo Espanha, França e Itália.

Portugal fechou 2016 com um défice orçamental de 2% do Produto Interno Bruto (PIB), confirmou esta segunda-feira o Eurostat. Cinco países da Zona Euro obtiveram pior resultado no ano passado, incluindo Espanha, França e Itália, as maiores economias da região a seguir à Alemanha.

Na segunda notificação para 2016 dos défices e dívidas públicos dos Estados-membros, o Eurostat confirma que o défice de Portugal foi de 2% do PIB no ano passado, abaixo dos 4,4% de 2015. Foi o sexto maior défice registado na região da moeda única, num ranking em que Espanha fez a pior figura: apurou um défice orçamental de 4,5% do PIB. Também França e Itália, a segunda e terceira maior economias do bloco, fecharam o ano passado com défices mais elevados que o português, de 3,4% e 2,5%, respetivamente. Na Zona Euro, foi apurado um défice global de 1,5% do PIB.

Em relação à dívida pública, Portugal terminou 2016 com um montante de endividamento 240,9 mil milhões de euros, correspondente a 130,1% do PIB. De acordo com os dados do gabinete de estatísticas europeu, o nível da dívida pública portuguesa é o terceiro mais elevado entre os países da região, apenas superado pela Grécia e pela Itália, economias onde a dívida pública equivale a 180,8% e 132% do PIB, respetivamente.

Em agosto, superou os 250 mil milhões de euros, de acordo com os dados mais recentes do Banco de Portugal, representando mais de 132% da riqueza produzida anualmente no país.

Défices e excedentes na Zona Euro

Fonte: Eurostat

No Orçamento do Estado para 2018, o Governo espera uma descida da dívida pública para 123,5% do PIB em 2018, abaixo dos 126,2% estimados para o final deste ano. Já a previsão de défice inscrita na proposta orçamental aponta para uma descida para 1,4% em 2017, caindo para 1% no próximo ano.

Melhores e piores

Entre os membros da Zona Euro, o Luxemburgo registou o maior excedente orçamental em 2016: 1,6% do PIB. Logo atrás surgem Malta (1,1%) e Alemanha (0,8%), segundo os dados revelados pelo Eurostat. Foram sete os países que apuraram saldos orçamentais positivos, numa lista que inclui a Grécia, que fechou o ano passado com um excedente de 0,5% do PIB.

Estónia e Irlanda obtiveram os défices mais baixos do bloco: -0,3% e -0,7%, respetivamente.

Relativamente à dívida pública, os rácios mais baixos foram registados na Estónia (9,4% do PIB) e Luxemburgo (20,8%), enquanto 14 membros da região terminaram 2016 com a dívida pública acima de 60% do PIB. A Zona Euro apresentou um nível de dívida pública de 88,9% do PIB.

Portugal no pódio da dívida pública

Fonte: Eurostat

(Notícia atualizada às 11h07)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Eurostat confirma défice de 2%. Cinco países fizeram pior que Portugal em 2016

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião