Energia puxa pela bolsa. CTT continuam a perder valor

A bolsa nacional arrancou a semana em terreno positivo, com os títulos do setor energético a recuperarem. Os CTT continuam em queda.

Depois das fortes quedas no final da semana passada, os títulos do setor energético estão a puxar pela bolsa nacional. O PSI-20 está a valorizar, contrariando a tendência das restantes praças europeias, animado essencialmente pela Galp Energia, que ganha com a subida dos preços do petróleo, isto num dia que volta a ser de queda para os CTT.

O índice de referência da bolsa nacional, o PSI-20, avança 0,17% para cotar nos 5.377,98 pontos, corrigindo da queda de quase 1,5% registada na última sessão da semana passada em resultado da queda do grupo EDP. Nos restantes mercados europeus a tendência é negativa, ainda que as perdas sejam ligeiras: em torno dos 0,2%.

A EDP e a EDP Renováveis afundaram no final da semana passada depois da elétrica liderada por António Mexia ter revisto em baixa as estimativas de lucros. A empresa espera agora obter um lucro entre 850 milhões e 900 milhões de euros em 2017, abaixo da anterior projeção de cerca de 919 milhões de euros. Nesta sessão, a EDP recua 0,3%, mas a EDP Renováveis avança 1,88% para os 7,03 euros.

É, contudo, a Galp Energia a estrela da sessão. A petrolífera está a valorizar 0,6% para 15,99 euros, isto numa sessão que está a ser de ganhos expressivos para a matéria-prima. O Brent, negociado em Londres, avança mais de 1% para um valor acima dos 62,50 dólares, tocando em máximos de mais de dois anos, após a detenção de vários príncipes na Arábia Saudita.

Pela positiva, destaque ainda para a REN que soma 1,15% para 2,72 euros, enquanto a impedir uma subida mais expressiva do índice nacional estão o BCP e os CTT. O banco liderado por Nuno Amado está a perder praticamente 1% para cotar nos 25,20 cêntimos por ação enquanto os CTT deslizam 1,5%.

A empresa liderada por Francisco Lacerda vai na quinta sessão consecutiva de quedas, sendo que desde a apresentação dos resultados já perdeu mais de um quarto do valor em bolsa. Está agora a valer 3,508 euros, isto depois de já ter renovado um mínimo histórico ao cotar nos 3,50 euros no arranque da negociação.

(Notícia atualizada às 8h20 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Energia puxa pela bolsa. CTT continuam a perder valor

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião