Vista Alegre passa de prejuízos a lucros

As vendas internacionais estão a puxar pelos resultados da Vista Alegre. Vendas e lucros crescem.

A Vista Alegre Atlantis fechou os primeiros nove meses do ano com um crescimento nas vendas e nos lucros. A empresa, em comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta segunda-feira, dá conta de um resultado líquido de 1,9 milhões de euros. Este valor compara com um prejuízo de 1,4 milhões de euros, ou seja uma variação de mais de 3,3 milhões de euros em igual período do ano anterior.

O resultado operacional cresceu 4,7 vezes atingido os 4,5 milhões de euros.

As vendas consolidadas da Vista Alegre atingiram os 60,9 milhões de euros, um crescimento de 14% face a igual período do ano anterior. A impulsionar as vendas está o contributo dos mercados externos que representam mais de 68% do volume de negócios do grupo. Em comunicado a Vista Alegre refere que “este aumento é justificado pelo crescimento do negócio em novos mercados, nomeadamente na Europa e Ásia”.

Este aumento [nas vendas internacionais] é justificado pelo crescimento do negócio em novos mercados, nomeadamente na Europa e Ásia

Vista Alegre

Comunicado na CMVM

Mas o mercado interno também está a crescer. Segundo os dados divulgados, as vendas em Portugal registaram 19,5 milhões de euros, um crescimento de 11% face ao período homólogo. Já o EBITDA do grupo cresceu 99%, nos primeiros nove meses de 2017, para 9,3 milhões de euros. E, em termos de investimentos, estes atingiram os 3,6 milhões essencialmente no segmento do grés forno e cristal.

No que respeita ao futuro, a empresa espera que os projetos de inovação produtiva apresentados recentemente permitam “incrementar o volume de negócios internacional, melhorar a produtividade e a eficiência operacional, e reforçar a sua presença no mundo”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vista Alegre passa de prejuízos a lucros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião