Governo reúne-se com professores antes da greve geral

  • ECO
  • 14 Novembro 2017

Paralisação está agendada para amanhã. Governo recebe hoje os professores mas a reunião não deverá contar com o ministro Tiago Brandão Rodrigues.

O Governo reúne-se esta terça-feira com os sindicatos dos professores, pouco antes do início da greve geral convocada para amanhã. Quem o diz é o secretário-geral da Federação Nacional da Educação (FNE), em declarações à TSF.

“Pedimos uma reunião ao ministério [da Educação] logo no dia 12 de outubro, recebemos uma recusa da realização da reunião, o que é inaudito — que haja uma desconsideração por um parceiro social”, afirmou João Dias da Silva à TSF.

“Agora na véspera da ida do senhor ministro à Assembleia da República, é marcada uma reunião para as 17h e, julgamos, que sem a presença do senhor ministro”, adiantou ainda, acrescentando: “tanto quanto sabemos será com a senhora secretária de Estado”.

A FNE não vê com bons olhos a ausência do ministro Tiago Brandão Rodrigues, notando que o encontro é de natureza “política e não técnica”. “Temos muito receio de que, da parte do Ministério da Educação, não haja mais do que uma afirmação genérica que seja claramente insuficiente e pouco esclarecedora relativamente àquilo que são as reais intenções do ministério e do governo para a garantia deste direito que os professores têm”, adiantou João Dias da Silva.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo reúne-se com professores antes da greve geral

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião