Mais de 90 casas atingidas pelos incêndios de junho foram reconstruídas

  • ECO
  • 20 Novembro 2017

As obras são financiadas pelos donativos feitos através do Fundo Revita. No caso dos incêndios de outubro, é o Estado quem paga as obras de reconstrução das casas afetadas.

está concluída a reconstrução de 91 das casas atingidas pelos incêndios de junho, na zona do Pinhal Interior. A reconstrução das casas afetadas pelos incêndios de outubro também já estão a avançar. A informação foi avançada pelo Ministério do Planeamento e das Infraestruturas.

“Nesta data, está concluída a reconstrução de 91 habitações atingidas pelos incêndios de junho no Pinhal Interior, 48 das quais no concelho de Pedrógão Grande”, refere a nota emitida pelo Ministério no dia 17 de novembro.

Na mesma data, estavam “em obra de reconstrução 49 habitações, 32 das quais no concelho de Pedrógão Grande, estando em processo de adjudicação 60 casas, 40 das quais naquele concelho”.

O Ministério informa ainda que, relativamente aos incêndios de outubro, estão “em obra 110 habitações, m 15 dos 29 concelhos da região Centro nos quais se registaram danos no parque habitacional”.

As obras são financiadas pelos donativos enviados após os incêndios, através do Fundo Revita, no caso de Pedrógão. No caso dos incêndios de outubro, as obras são financiadas pelo Estado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais de 90 casas atingidas pelos incêndios de junho foram reconstruídas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião