Preços na agricultura vão subir. A culpa é da seca

  • Lusa
  • 22 Novembro 2017

A Conferederação de Agricultores de Portugal adverte que a situação poderá piorar em 2018, caso a situação de seca persiste até ao final de dezembro.

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Eduardo Sousa, disse esta quarta-feira que a perda de produção agrícola provocada pela seca que o país enfrenta vai provocar um aumento dos preços.

Haverá com certeza subida de preços imediatos em alguns produtos e vai haver falta de rendimento para quem os produz”, afirmou, em declarações aos jornalistas.

Falando a propósito do Conselho Consultivo de Entre Douro e Minho da CAP, que se realizou em Marco de Canaveses, no distrito do Porto, o dirigente referiu que a situação de seca em Portugal é a mais grave de sempre e que isso tem sido muito complicado para a agricultura.

Na reunião de hoje, realizada no auditório municipal, participaram dirigentes associativos regionais que debateram temas ligados a um setor da economia que enfrenta em 2017, nas culturas de outono/inverno, perdas médias de 25%, no conjunto do país. Segundo a CAP, nas regiões do Alentejo e interior norte, as perdas podem chegar aos 100%.

“O que existe é a certeza de que os custos de produção são completamente diferentes. A dúvida está instalada, a apreensão está instalada e isso é uma situação que não sabemos como se poderá resolver”, admitiu Eduardo Sousa.

A situação, alertou ainda, poderá agravar-se em 2018, se a falta de chuva persistir até ao final de dezembro.

“Isto cruzado com as medidas da Política Agrícola Comum, já ao nível dos regulamentos comunitários, leva as pessoas a não saberem como lidar com esta situação”, concluiu.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Preços na agricultura vão subir. A culpa é da seca

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião