Bitcoin nos 11.000 dólares? Vítor Constâncio “não vê risco para as moedas” reais

  • Juliana Nogueira Santos
  • 29 Novembro 2017

O vice-presidente do BCE diz que a bitcoin "é um ativo", não uma moeda.

A bitcoin continua a atingir recordes e ainda que muitos olhem para a criptomoeda com receio, considerando que há uma bolha a formar-se, este não é o caso do Banco Central Europeu (BCE). Vítor Constâncio afirma que, para além de não ver “grande risco nas criptomoedas”, “a bitcoin não é um risco para as divisas oficiais”. Não é uma moeda, sequer.

O vice-presidente do BCE falava na apresentação do Relatório de Estabilidade Financeira relativo ao mês de novembro, tendo também afirmado que as moedas virtuais não têm “impacto real” nem na estabilidade financeira nem nas decisões de política monetária.

Constâncio segue assim a linha de pensamento de muitos que consideram que, ainda que a bitcoin esteja a reunir consenso entre muitos investidores, este não é na realidade uma moeda. O vice-presidente rematou a intervenção, constatando que a bitcoin é um ativo e não uma moeda.

Bitcoin ultrapassa os 11.000 dólares

Fonte: Bloomberg

Dia após dia, a moeda virtual continua a quebrar recordes. Poucos dias depois de passar os 8.000 dólares, arrasou com o patamar dos 9.000, tendo chegado rapidamente aos 10.000 dólares. Esta quarta-feira de tarde passou os 11.000 dólares. Já multiplicou mais de dez vezes de valor desde o início deste ano à boleia da euforia dos investidores com a divisa virtual, apesar dos vários alertas para uma bolha.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bitcoin nos 11.000 dólares? Vítor Constâncio “não vê risco para as moedas” reais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião