Yellen diz que situação económica justifica subidas graduais das taxas de juro

  • Lusa
  • 29 Novembro 2017

A presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos disse que, tendo em conta a situação da economia norte-americana, se justificam as subidas graduais das taxas de juro.

A presidente da Reserva Federal (Fed), Janet Yellen, afirmou esta quarta-feira que a expansão económica nos Estados Unidos é cada vez mais generalizada e, por isso, são “apropriadas subidas graduais das taxas de juro”.

“A expansão económica é cada vez mais geral em todos os setores, assim como em grande parte da economia global”, disse Yellen, na sua audição semestral numa comissão conjunta do Congresso.

Numa das suas últimas intervenções públicas antes de deixar o cargo, em fevereiro de 2018, quando será substituída por Jerome Powell, Yellen disse que continua a acreditar que “são apropriadas novas subidas das taxas de juro”, que atualmente estão entre 1% e 1,25%.

A próxima reunião de política monetária do banco central norte-americano será a 12 e 13 de dezembro, sendo esperada uma nova subida das taxas, a terceira deste ano. As declarações de Yellen foram feitas pouco depois de ter sido divulgada uma segunda estimativa do Departamento do Comércio indicando que o crescimento da economia norte-americana acelerou no terceiro trimestre para 3,3%, o maior desde 2014.

Espero que a economia continue a sua expansão e que o mercado de trabalho se reforce um pouco apoiando um crescimento mais rápido dos salários”, declarou Yellen.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Yellen diz que situação económica justifica subidas graduais das taxas de juro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião