Aumento do preço dos bilhetes de transportes limitado a 2,5%

O limite máximo da subida das tarifas de transportes para o próximo ano foi publicado nesta terça-feira em Diário República, que estabelece 2% como o aumento médio.

Já é oficial a atualização dos preços das tarifas de transporte público que entram em vigor a partir do início do próximo ano. Os preços estão limitados a uma subida média de 2%, tal como já era conhecido, e não pode ultrapassar os 2,5% de aumentos, segundo um despacho normativo publicado esta segunda-feira, 11 de dezembro, em Diário da república.

Em causa estão os preços que vão aplicar-se nos transportes rodoviários interurbanos e ferroviários urbanos e suburbanos de passageiros em percursos inferiores a 50 km, bem como aos transportes coletivos de passageiros nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto, incluindo os transportes fluviais.

A atualização dos preços é justificada tendo em conta que “nos anos 2015 e 2016 não foram determinadas atualizações tarifárias, dada a ocorrência de um quadro social e económico muito particular e a tendência sustentada de descida dos custos dos combustíveis que se verificou desde 2013″, tal como explica o despacho desta segunda-feira.

O mesmo despacho informa ainda que é mantido o preço atualmente praticado dos cartões de suporte dos títulos de transporte das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto, designadamente os “Lisboa Viva”, “Viva Viagem/7 Colinas” e “Andante”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Aumento do preço dos bilhetes de transportes limitado a 2,5%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião