Incêndio de Pedrógão Grande já tem dois arguidos

  • ECO
  • 12 Dezembro 2017

Os primeiros arguidos da investigação ao incêndio de Pedrógão Grande já foram constituídos. Trata-se de Mário Cerol e Augusto Arnault. Em causa estão acusações de homicídio por negligência.

Já estão constituídos os primeiros dois arguidos no caso do incêndio de Pedrógão Grande, apurou o ECO. Trata-se de Mário Cerol, segundo comandante do Centro Distrital de Operações de Socorro de Leiria, e Augusto Arnault, comandante dos Bombeiros de Pedrógão Grande. Em causa estão “factos suscetíveis de integrarem os crimes de homicídio por negligência e ofensas corporais por negligência”, adianta o Ministério Público.

Cerol, que já tinha sido ouvido no inquérito em causa, foi o primeiro nome a ser conhecido. O arguido foi o terceiro a liderar a operação de socorro do fogo mais mortal da história portuguesa, tendo atuado nomeadamente logo no final do dia 17 de junho, avança a TSF. Por outro lado, Arnault só foi acusado esta tarde, no início da sua audição no Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria. “No decurso da tarde foi constituído um segundo arguido. O inquérito relativo ao incêndio de Pedrógão Grande tem, assim, dois arguidos constituídos”, confirmou o Ministério Público.

Além destes casos, o Correio da Manhã avança que, no total, podem vir a ser acusadas dez pessoas da prática de homicídio por negligência, que estão ligadas à Proteção Civil, à GNR e às concessionárias de estradas.

O incêndio de Pedrógão Grande acabou por matar 66 pessoas e ferir mais de 200. O fogo que deflagrou a 17 de junho alastrou-se para os concelhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira da Pera, também no distrito de Leiria. Marcelo Rebelo de Sousa considerou este o “ponto mais doloroso” da sua presidência e o Governo decretou três dias de luto nacional. Entretanto, o Conselho para a atribuição de indemnizações às vítimas dos incêndios fixou o valor mínimo em 70 mil euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Incêndio de Pedrógão Grande já tem dois arguidos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião