Já há baixas na Airbus. CEO e COO estão de saída

  • Juliana Nogueira Santos
  • 15 Dezembro 2017

Enquanto Fabrice Bregier irá abandonar o seu cargo em fevereiro de 2018, o presidente executivo Tom Enders não irá renovar o seu mandato em 2019.

Tim Enders é o presidente executivo da Airbus.Airbus

Depois de ter sido noticiado o alegado envolvimento da empresa em escândalos de corrupção, os altos quadros da Airbus vão sofrer uma reviravolta. Num comunicado à imprensa, a empresa francesa apontou a saída do presidente executivo e do diretor de operações.

Enquanto Fabrice Bregier, diretor de operações da empresa francesa, irá abandonar o seu cargo em fevereiro de 2018, o presidente executivo Tom Enders não irá renovar o seu mandato em 2019. “Sinto-me no direito de seguir novas oportunidades fora daqui”, comentou Enders relativamente à sua saída.

“Estive totalmente dedicado à Airbus e ao seu sucesso durante estes três anos e, até à minha partida no próximo ano, manterei o foco em atingir os compromissos assumidos com os acionistas e em assegurar uma transição suave”, apontou ainda o presidente executivo da empresa.

Sabe-se já que Guillaume Faury, presidente executivo do setor de helicópteros da Airbus, vai tomar o lugar de Bregier em fevereiro. A administração comprometeu-se ainda a encontrar um substituto para Enders durante o próximo ano, para assegurar que este estará presente na assembleia geral de 2019.

As dificuldades no tecido interno da fabricante aeronáutica eram já públicos, sendo que esta reviravolta já era prevista. Já esta quarta-feira, a Airbus anunciou a sua intenção de cortar a produção do modelo A380 para seis ou sete aviões por ano. A empresa chegou a produzir três dezenas destes aviões num só ano.

Comentários ({{ total }})

Já há baixas na Airbus. CEO e COO estão de saída

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião