Portugal “tem de ter um rating diferente do de 2011”

  • Ana Batalha Oliveira
  • 15 Dezembro 2017

"A situação económica financeira de portugal hoje não tem nada a ver com a de 2011 ou 2015" assinala António Costa, horas antes de se saber a notação atribuída a Portugal pela Fitch.

“Não vou antecipar expectativas”, começou por dizer o primeiro-ministro no balanço do encontro em Bruxelas. Contudo, é rápido a notar as diferenças na situação económica do país, e conclui que Portugal “tem de ter uma notação claramente distinta da que tinha em 2011″.

A situação económica financeira de Portugal hoje não tem nada a ver com a de 2011 ou 2015“, assinala o primeiro-ministro. Apesar de afirmar que não quer fazer projeções, aponta para os mercados que “têm estado claramente a antecipar esses movimentos”.

De facto, no dia em que a Fitch lançará o seu parecer, os investidores mostram maior confiança na dívida portuguesa que na dívida italiana. As obrigações portuguesas a dez anos estão a negociar a uma taxa inferior à exigida pelos investidores para comprar obrigações italianas no mesmo prazo. Isto já não acontecia desde o final de 2009.

A Fitch pronuncia-se esta sexta-feira acerca da notação financeira da dívida portuguesa. Espera-se que a agência tire Portugal do “lixo”, tornando-se a segunda a considerar as obrigações nacionais investimento de qualidade. A primeira foi a Standard & Poor’s, em setembro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal “tem de ter um rating diferente do de 2011”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião