“Reuniões mais importantes do Eurogrupo não vão ser em Bruxelas”. Vão ser em Lisboa, garante Centeno

  • ECO
  • 16 Dezembro 2017

O ministro das Finanças e, em breve, presidente do Eurogrupo quer que as principais reuniões entre os responsáveis das finanças da Zona Euro sejam feitas na capital portuguesa.

É uma espécie de descentralização à escala europeia. Mário Centeno quer que as reuniões mais importantes do Eurogrupo — organismo que vai passar a liderar no próximo ano — sejam realizadas em Lisboa. Em entrevista [acesso pago] ao Expresso, o ministro das Finanças português garante que “Lisboa ganhou centralidade neste processo com esta nomeação”. E disse que isso vai ser visível, a começar já pela visita de Pierre Moscovici, comissário europeu dos Assuntos Económico, que vem a Lisboa debater com Centeno as prioridades do Eurogrupo.

É já na próxima quarta-feira que o comissário socialista chega a Lisboa para falar com Mário Centeno para discutir as prioridades do fórum de ministros das Finanças da zona euro no primeiro semestre de 2018, mas estas visitas deverão começar a ser recorrentes, pelo menos se for feita a vontade de Mário Centeno. “O lugar de presidente do Eurogrupo faz com que Lisboa passe a ser uma das capitais da Europa”, disse o ministro este sábado ao semanário.

Centeno vê a sua eleição como uma oportunidade para colocar Portugal no mapa da influência da União Europeia. “Se não quisermos embandeirar em arco, vamos ter muita gente a visitar Lisboa porque o presidente do Eurogrupo é ministro das Finanças de Portugal“, assinalou, referindo que as suas reuniões “mais importantes” não vão acontecer em Bruxelas, local onde habitualmente reúne o Eurogrupo em antecipação do Ecofin, a reunião formal dos ministros das Finanças da UE.

“[As reuniões] vão ser em Lisboa quando receber colegas e outros intervenientes neste processo e isso vai ser visível a muito breve trecho quando outros colegas e outras individualidades europeias visitarem Lisboa para se encontrar com o presidente do Eurogrupo“, afirmou Mário Centeno, destacando a “grande satisfação pessoal” e para a sua equipa da nomeação.

Estes encontros devem intensificar-se no início do próximo ano uma vez que a Zona Euro vai estar a debater na primeira metade de 2018 até à cimeira de junho onde se espera que sejam aprovadas medidas de aprofundamento económico.

Comentários ({{ total }})

“Reuniões mais importantes do Eurogrupo não vão ser em Bruxelas”. Vão ser em Lisboa, garante Centeno

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião