EDP Brasil investe 60 milhões em centrais brasileiras

  • Lusa
  • 20 Dezembro 2017

O investimento nas Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC) garante uma participação de 14,46% à EDP, embora a conclusão desta operação esteja ainda sujeita a algumas aprovações.

A EDP – Energia do Brasil vai adquirir uma participação de 14,46% do capital da Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC), por 230 milhões de reais (60 milhões de euros), anunciou a elétrica liderada por António Mexia.

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDP explicou que “a EDP – Energias do Brasil, detida em 51% pela EDP (…) celebrou um contrato com a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) para a aquisição de 33,1% das ações ordinárias e 1,9% das ações preferenciais da CELESC”.

Estas ações, em conjunto, correspondem a 14,46% do total dos papéis da CELESC, num valor de 230 milhões reais (cerca de 60 milhões de euros). A EDP – Energias do Brasil vai lançar uma Oferta Pública Voluntária para aquisição em mercado das ações preferenciais da CELESC.

O preço da oferta será de 27 reais por ação e até um total de 32% das ações preferenciais da CELESC, correspondendo ao valor potencial máximo da oferta a 199 milhões de reais. No entanto, a conclusão desta operação está ainda sujeita à verificação de certo tipo de condições e aprovações habituais neste tipo de operação de mercado, lê-se no comunicado.

A CELESC tem atividade nas áreas de distribuição, geração e transmissão de energia elétrica, sendo a principal empresa do sector elétrico no Estado de Santa Catarina, além de operar no sector de distribuição de gás natural. A Celesc Distribuição, subsidiária da CELESC, por sua vez, distribui energia para mais de 2,8 milhões de consumidores em 264 municípios de Santa Catarina e um no Paraná, no maior país da América Latina, o Brasil.

Comentários ({{ total }})

EDP Brasil investe 60 milhões em centrais brasileiras

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião