Endividamento da economia volta a encolher em outubro

  • Tiago Varzim
  • 21 Dezembro 2017

A economia portuguesa está menos endividada. A redução do endividamento da economia face a setembro deveu-se à diminuição da dívida pública. Já a dívida do setor privado aumentou.

Depois de um recorde em agosto, o endividamento da economia portuguesa mantém uma trajetória descendente. Os dados revelados pelo Banco de Portugal esta quinta-feira mostram uma queda de 300 milhões de euros de setembro para outubro. O principal contributo foi o da dívida do setor público que caiu 2,9 mil milhões de euros em outubro. Em sentido contrário, a dívida do setor privado aumentou 2,6 mil milhões de euros.

Evolução do endividamento da economia

Fonte: Banco de Portugal

“Em outubro de 2017, o endividamento do setor não financeiro situou-se em 720,8 mil milhões de euros, dos quais 314,3 mil milhões respeitavam ao setor público e 406,5 mil milhões ao setor privado”, indica o Banco de Portugal. Em agosto, o endividamento da economia tinha atingido o máximo histórico de 723,242 mil milhões de euros, mas em setembro já tinha recuado dois mil milhões de euros.

O banco central explica que, em outubro, “a diminuição do endividamento do setor público refletiu-se na redução do financiamento concedido pelo exterior”. O mesmo já tinha acontecido em setembro dado que este ano Portugal tem realizado várias amortizações antecipadas ao Fundo Monetário Internacional.

Evolução da dívida pública até outubro

Fonte: Banco de Portugal

Em outubro, a dívida pública caiu 3,9 mil milhões de euros para os 245,3 mil milhões de euros. A meta do Governo para este ano é chegar aos 243,7 mil milhões de euros, o que se traduziria em 126,6% do PIB, mas o primeiro-ministro já veio dizer que a expectativa atual é que seja menor.

Esta evolução positiva no setor público contrasta com um maior endividamento das empresas. “A subida do endividamento do setor privado deveu-se, sobretudo, ao acréscimo do endividamento externo das empresas privadas“, explica o Banco de Portugal. Por outro lado, as empresas reduziram o seu endividamento perante o setor financeiro nacional.

Comentários ({{ total }})

Endividamento da economia volta a encolher em outubro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião