Brexit: Bruxelas prevê buraco orçamental entre 12 e 15 mil milhões

  • Lusa
  • 10 Janeiro 2018

O comissário europeu para o Orçamento previu um buraco entre 12 a 15 mil milhões de euros no orçamento para 2020 com a saída do Reino Unido da UE.

O comissário europeu para o Orçamento, Gunther Oettinger, previu esta quarta-feira um “buraco” entre 12 mil milhões e 15 mil milhões de euros nas verbas comunitárias como consequência do ‘Brexit’ e um aumento contributivo pelos restantes 27 Estados-membros.

Em conferência de imprensa, Oettinger estimou que a saída do Reino Unido do bloco comunitário acarretará um ‘buraco’ orçamental entre os 12 mil milhões e os 15 mil milhões de euros no orçamento comunitário pós 2020, o que obrigará a cortes em todas as rubricas e a um aumento das contribuições dos 27 estados.

O comissário adiantou ainda que os novos desafios que a União Europeia tem que enfrentar – como a segurança e a crise migratória – obrigam a um reforço nas verbas, que estimou em “até 10 mil milhões de euros por ano”.

Temos dois grandes problemas: um buraco pelo lado das contribuições e outro nas despesas”, salientou, explicando que deverá ser resolvido com um aumento de 50% nas receitas – podendo haver introdução de taxas ambientais, por exemplo, – e um corte de outro tanto nos gastos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Brexit: Bruxelas prevê buraco orçamental entre 12 e 15 mil milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião