Lisboa entra para o grupo de maiores aeroportos europeus

  • ECO
  • 22 Janeiro 2018

Lisboa movimentou 26,7 milhões de passageiros no ano passado e passa a integrar o grupo dos maiores aeroportos europeus, onde se encontram Heathrow ou Charles de Gaulle.

Lisboa movimentou mais de 26 milhões de passageiros em 2017 e passou a figurar na lista dos grandes aeroportos europeus. Segundo noticia o Jornal de Negócios esta segunda-feira, o aeroporto Humberto Delgado entrou para o chamado grupo 1, dos aeroportos que movimentam mais de 25 milhões de passageiros, da Airports Council International, entidade que representa os aeroportos de todo o mundo.

Os dados são da Vinci, a empresa que gere os aeroportos portugueses, e foram divulgados na sexta-feira. Segundo a empresa francesa, pela primeira vez na sua história, os dez aeroportos portugueses ultrapassaram, no ano passado, o marco dos 50 milhões de passageiros. Ao todo, foram transportados 51,8 milhões de passageiros no conjunto dos aeroportos portugueses, o que representa um aumento de 16,5% em relação a 2016, ou mais de sete milhões de passageiros.

Todos os aeroportos registaram recordes no tráfego anual, mas Lisboa foi responsável por mais de metade deste aumento a nível nacional. O aeroporto da capital fechou o ano com 26,7 milhões de passageiros movimentados, mais 18,8% do que em 2016, ou mais 4 milhões de passageiros.

Ao ultrapassar a marca dos 25 milhões de passageiros, dá conta o Jornal de Negócios, Lisboa passa, assim, a constar do mesmo grupo de aeroportos como Paris (Charles de Gaulle), Londres (Heathrow), Barcelona, Frankfurt, Istambul, Moscovo ou Amesterdão. Até agora, Lisboa estava no grupo 2 da Airports Council International, onde estão os aeroportos que movimentam entre 10 e 25 milhões de passageiros.

Já o Porto ultrapassou pela primeira vez a barreira dos dez milhões de passageiros — com um aumento de 15%, para os 10,7 milhões de passageiros em 2017 — e passa a entrar no grupo 2 dos maiores aeroportos.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Lisboa entra para o grupo de maiores aeroportos europeus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião