Elon Musk aceita desafio. Só recebe salário se Tesla valer 650 mil milhões de dólares

  • ECO
  • 24 Janeiro 2018

Elon Musk vai ficar uma década sem receber salário. O empreendedor aceitou mais um desafio: se em 2028, a Tesla valer 650 mil milhões de dólares, recebe bónus recorde.

Elon Musk, já se sabe, é um homem de desafios. Primeiro aceitou (e conseguiu) construir a bateria mais potente do mundo e agora concordou em trabalhar durante uma década sem receber qualquer remuneração para a Tesla. No fim desse período, se a marca de automóveis elétricos valer 650 mil milhões de dólares (pouco mais de 529,8 mil milhões de euros), o empreendedor conquista um bónus recorde de 55,8 mil milhões de dólares (quase 45,5 mil milhões de euros) e salta provavelmente para o topo do pódio dos homens mais ricos do mundo.

“Elon não vai receber qualquer compensação garantida: nem salário, nem bónus, nem património coletável mais tarde“, anunciou a companhia, segundo o The Guardian. “Em vez disso, a única compensação será um prémio que depende do seu desempenho, isto é, Elon só será compensado se os acionistas da Tesla registarem ganhos extraordinários. Para Elon aceder à totalidade do prémio, o valor de mercado da Tesla tem de chegar aos 650 mil milhões de dólares”, explica o mesmo comunicado.

Outra das condições impostas ao sul-africano para conseguir arrecadar o bónus milionário é manter-se como líder executivo, CPO e chairman executivo da Tesla. O plano anunciado esta terça-feira pela empresa pretende mitigar os rumores de que Musk está de saída para se dedicar integralmente à SpaceX e à sua aventura da colonização de Marte.

Elon leva (valor da) Tesla à Lua

Para a Tesla, ter um valor de mercado de 650 mil milhões de dólares significaria uma valorização de 1.000% da capitalização atual (que se fica pelo 59 mil milhões de dólares — pouco mais de 48 mil milhões de euros).

Se Elon Musk vencer o desafio, em 2028, a companhia automóvel passará a estar ao nível de multinacionais como a Apple, cujo valor de mercado ronda os 908 mil milhões de dólares (cerca de 740 mil milhões de euros) e a Alphabet, cujo valor de mercado ronda os 807 mil milhões de dólares (quase 657,8 mil milhões de euros).

“As nossas aspirações podem parecer ambiciosas a alguns e impossíveis a outros. Gostamos de aceitar desafios, metas difíceis de atingir e depois focar os nossos esforços na sua concretização”, reforçou a Tesla.

Desafio ganho? Prémio chega em prestações

Em 2028, Elon Musk pode quebrar todos os recordes com o seu bónus gigante, mas aceder ao prémio não será um processo simples. A compensação será paga em 12 vezes, de acordo com a capitalização da empresa em causa.

Para arrecadar a primeira parte do seu prémio (1% das ações da Tesla), o valor de mercado da companhia terá de ter atingido a marca dos 100 mil milhões de dólares (81,5 mil milhões de euros). Se a marca dos 150 mil milhões de dólares (122,3 mil milhões de euros) for concretizada, Musk passará a poder receber também mais 1% dos títulos da Tesla. Mas como conseguir o bónus recorde? Para além da capitalização extraordinária da multinacional, o sul-africano terá de conseguir que as vendas e os ganhos da empresa cresçam. No que diz respeito às receitas, a meta é 175 mil milhões de dólares por ano (142,6 mil milhões de euros).

Atualmente, Elon Musk é o principal acionista da Tesla, com 21,9% dos títulos. Se cumprir o desafio, poderá deter 28,3% das ações, que, com o valor de mercado pretendido, colocariam o empreendedor no topo do pódio dos homens mais ricos.

Os acionistas votam, esta quarta-feira, o plano em questão. Musk e o seu irmão (o terceiro maior acionista da Tesla) não participarão na tomada dessa decisão.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Elon Musk aceita desafio. Só recebe salário se Tesla valer 650 mil milhões de dólares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião