Rent-a-car crescem 45% à boleia do turismo

  • ECO
  • 14 Fevereiro 2018

Este ano, o setor vai voltar a crescer e antecipa comprar mais 5% de carros face a 2017.

As empresas de aluguer de automóveis alcançaram receitas de cerca de 700 milhões de euros no ano passado, valor que representa um aumento de 45% em relação ao ano passado. Os números são avançados pelo Dinheiro Vivo, que dá conta de que os britânicos são os principais clientes deste tipo de empresas.

A tendência de crescimento deverá manter-se. O secretário-geral da ARAC — Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor, Joaquim Robalo de Almeida, diz ao Dinheiro Vivo que, este ano, as receitas do setor deverão voltar a crescer, graças aos turistas. “O setor do rent-a-car, para fazer face à procura, tem de ter a frota ajustada. Por isso, teremos de comprar mais. Devemos comprar mais 5% de carros este ano face a 2017“, afirma.

No ano passado, segundo os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), as rent-a-car compraram 58 mil carros ligeiros de passageiros, o equivalente a um quarto da frota total de ligeiros em Portugal. Com as novas aquisições, o parque automóvel destas empresas deverá, assim, atingir os 90 mil veículos.

A associação acrescenta que o turismo já é mesmo o setor com maior peso para estas empresas, representando seis em cada dez euros de receitas. Há quatro anos, as empresas é que representavam 60% da faturação das rent-a-car.

Comentários ({{ total }})

Rent-a-car crescem 45% à boleia do turismo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião