Gastos com contratos públicos cresceram 29% em 2017

  • ECO
  • 19 Fevereiro 2018

Só em 2017, o Estado gastou 6.750 milhões de euros, mais 1.525 milhões do que no ano anterior. Ajustes diretos continuam a ser a modalidade preferida e atingem os 80%.

Em 2017 foram realizados 126.932 contratos de aquisição de bens e serviços e de empreitadas de obras públicas no valor de 6.750 milhões de euros, mais 1.525 milhões de euros ou 29% do que no ano anterior.

A notícia avançada pelo Jornal de Negócios (acesso pago) desta segunda-feira com base nos dados publicados nas sínteses mensais sobre a contratação pública, publicados a partir de outubro de 2016 pelo Instituto dos Mercados Públicos, do Imobiliário e da Construção (IMPIC), organismo que gere o portal Base dos contratos públicos, revela ainda que o número de contratos públicos aumentou 10,5% para os 12.079.

Com base nos dados compilados pelo IMPIC é possível ver que foram publicados 16.241 contratos de empreitadas de obras públicas no montante de 1.973 milhões de euros, mais 2060 contratos (14,5%) e 490 milhões de euros (33%) do que em 2016.

Da análise é ainda possível aferir que os organismos públicos continuam a preferir o ajuste direto na adjudicação de contratos (mais de 80%). De acordo com as contas do Negócios foram publicados 103.598 contratos de empreitadas e aquisição de bens e serviços por ajuste direto no valor de 2.615 milhões de euros em 2017, um aumento de 7.032 (7,2%) contratos e 209 milhões (8,6%) em relação a 2016.

No mesmo período foram publicados apenas 10.643 contratos no valor de 2.711.7 milhões de euros com recurso aos concursos públicos.

Comentários ({{ total }})

Gastos com contratos públicos cresceram 29% em 2017

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião