Esta aplicação cria “memórias” com as suas fotografias em segundos

  • ECO
  • 21 Fevereiro 2018

Criadores da Storyo acabam de lançar uma nova aplicação: a Strips. Ferramenta permite a criação automática de histórias gráficas com fotografias e, em meros segundos.

À procura de uma forma criativa de guardar as suas fotografias e momentos? A Storymatik acaba de lançar a Strips, uma nova aplicação que permite a criação de “histórias gráficas com fotografias” através da combinação da tecnologia patenteada nos Estados Unidos de criação automática de histórias com as redes neuronais.

O processo é simples: as memórias podem ser criadas automaticamente através do acesso ao rolo da câmara dos utilizadores. As fotografias escolhidas são, por sua vez, organizadas de acordo com a sua relevância através do sistema tecnológico patenteado pela startup. Em segundos, é assim construída a “memória visual”, isto é, um vídeo curto no qual as melhores fotografias contam a história em banda desenhada.

Por enquanto, a Strips está apenas disponível na App Store (ou seja, só os utilizadores do iOS têm acesso à aplicação). A Apple já destacou este novo produto da Stoymatik em mais de 35 países como um dos melhores exemplos de utilização de deep learning (um dos géneros de aprendizagem mecânica baseado em algoritmos). Em quatro países, a app portuguesa chegou, por isso, a integrar o Top10 de aplicações pagas de fotografia e vídeo.

É na China que a Strips tem conquistado mais fãs, tendo 55% das vendas desta aplicação acontecido nesse país. “Estes têm sido dados bastante impressionantes, já que a China é um mercado com grandes barreiras à entrada o mercado de aplicações móveis. A aplicação atingiu o TOP 10 em países como Itália e Singapura e o TOP20 na China, Reino Unido e Holanda”, explicou em comunicado Filipe Vasconcellos, líder executivo da Strips.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Esta aplicação cria “memórias” com as suas fotografias em segundos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião