Airbnb traz novidades: vai premiar hóspedes e hosts

A plataforma vai lançar um serviço premium com alojamentos de luxo. Para além disso, vão ser ainda criadas novas categorias na hora da reserva e distinguidos os melhores hóspedes e hosts.

A plataforma de reserva de casas Airbnb continua a tentar posicionar-se face à concorrência e às pressões que tem sofrido por parte dos reguladores de todo o mundo. Esta quinta-feira, a empresa anunciou o lançamento de um serviço premium destinado a hóspedes mais exigentes, com uma seleção mais rigorosa de imóveis. Para além disso, a empresa vai ainda criar novas categorias de alojamento.

A primeira novidade diz respeito ao lançamento do Airbnb Plus, um novo conceito dedicado a hóspedes que procurem alojamentos de luxo, semelhantes a um hotel, escreve o Fortune India (conteúdo em inglês). Este novo serviço vai contemplar um conjunto de imóveis inspecionados e avaliados pessoalmente pela empresa, e selecionados de acordo com uma lista com mais de cem critérios, entre eles a limpeza, o conforto e o design.

Esta nova funcionalidade vai oferecer comodidades premium, tendo os alojamentos que ter uma classificação de, pelo menos, 4.8 numa escala de cinco. O preço estimado por noite rondará os 250 dólares, diz o Business Insider (conteúdo em inglês). A empresa prevê receber cerca de 100 mil hóspedes nos próximos dois anos. Atualmente, conta com 2.000 alojamentos espalhados por 13 países.

Novas categorias de alojamento

Mas as notícias vindas da plataforma não ficam por aqui. A empresa anunciou ainda a criação de novas categorias de alojamento: até agora, apenas havia “espaço inteiro”, “quarto privado” e “quarto partilhado”, passando a existir “casas de férias”, “casas exclusivas”, “bed & breakfast” e “boutique” (semelhantes a pequenos hotéis). De acordo com o Fortune India, algumas dessas novas categorias são apenas um ajuste das anteriores, uma alteração que Brian Chesky, CEO e cofundador, admitiu ser crucial para simplificar buscas mais peculiares por parte dos hóspedes.

Para além disso, vão ser criadas ainda duas grandes secções dentro das reservas: Airbnb Family e Airbnb Work. A somar, a plataforma pensou ainda em facilitar as reservas para grandes grupos, criando categorias especiais através da função Collections: estadias sociais, casamentos, luas-de-mel, estadias de grupo, jantares, viagens da empresa ou até mesmo casamentos.

Prémios para hóspedes e hosts

Em comunicado, a empresa adiantou ainda o lançamento de uma melhoria do programa de distinção dos melhores hosts — Super Host —, que inclui atualmente 400 mil em todo o mundo, com a introdução de 14 novos prémios de acordo com as avaliações dadas pelos hóspedes. “No final deste ano, o Airbnb vai também reconhecer os seus melhores hóspedes com um novo programa que vai oferecer benefícios durante as viagens aos utilizadores mais frequentes. A SuperGuest lançará, ainda este verão, um teste inicial para 10 mil convidados antes de ser lançada a nova comunidade para hóspedes”, lê-se.

Ainda durante o evento de comemoração dos dez anos, em São Francisco, o CEO admitiu que espera mil milhões de pessoas a utilizar o Airbnb durante as viagens até 2028, uma vez que, na última década, foram 300 milhões de pessoas a reservar pela plataforma, escreve o Fortune India. “Hoje, o Airbnb é uma das maiores plataformas de alojamento do mundo com 4,5 milhões de lugares para ficar em 81 mil cidades. Ao longo dos últimos 10 anos, os anfitriões do Airbnb ganharam mais de 41 mil milhões de dólares”, disse.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Airbnb traz novidades: vai premiar hóspedes e hosts

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião