BCP regressa ao Stoxx 600. Volta ao radar dos grandes investidores europeus

O banco liderado por Nuno Amado regressa oficialmente a este índice, que junta as 600 maiores cotadas europeias, a 19 de março, na posição 491.

O BCP vai regressar ao Stoxx Europe 600 Index, o índice acionista de referência a nível europeu. O banco liderado por Nuno Amado regressa oficialmente a este índice, que junta as 600 maiores cotadas europeias, a 19 de março, na posição 491.

O banco volta, assim, a estar sob o radar dos grandes investidores, depois de ter abandonado este índice em setembro de 2016, no âmbito da revisão da composição do índice. Por essa altura, o desempenho negativo do banco em bolsa levou-o a perder milhões de euros em capitalização bolsista.

Entretanto, o BCP tem registado ganhos sucessivos. Em janeiro, o JP Morgan elegeu-o como “top pick” no setor ibérico e, desde o início desde ano, acumula um ganho superior a 9%.

O Stoxx 600 é composto pelas empresas mais representativas dos mercados europeus. Atualmente, a mais valiosa é a Nestlé, com uma capitalização bolsista superior a 216 mil milhões de euros. Segue-se a Novartis, com 179 mil milhões, e a HSBC, que vale 174 mil milhões em bolsa.

O BCP ocupará a posição 491 do ranking, com uma capitalização bolsista de 2,9 mil milhões (em free float, isto é, as ações em livre negociação no mercado).

Notícia atualizada às 18h07 com mais informação.

Comentários ({{ total }})

BCP regressa ao Stoxx 600. Volta ao radar dos grandes investidores europeus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião