Comissão Europeia impõe limites aos salários no Novo Banco

O banco não poderá pagar a nenhum trabalhador mais do que dez vezes o salário médio da instituição. Mesmo a partir de 2020, haverá limites aos bónus.

O Novo Banco estará sujeito a uma política de remunerações “rígida” durante os próximos anos. Nenhum trabalhador, independentemente da posição na hierarquia, poderá receber mais do que dez vezes o salário médio oferecido na empresa até 2020. E, mesmo a partir dessa data, haverá limites à atribuição de bónus.

As imposições constam do documento em que a Comissão Europeia fundamenta a autorização dada a Portugal, em novembro do ano passado, para vender 75% do Novo Banco ao Lone Star.

No documento, divulgado recentemente, Bruxelas escreve que “o Novo Banco vai implementar políticas de remuneração rígidas e não irá pagar a qualquer trabalhador, diretor ou gestor uma remuneração total anual (incluindo salário, contribuição para a pensão, ou bónus) superior a dez vezes o salário médio dos trabalhadores, até 30 de junho de 2020”.

A partir dessa data, “os bónus só podem ser atribuídos se as metas de viabilidade do banco forem alcançadas, em conformidade com a lei europeia e os requisitos prudenciais“.

Para além destas, há outras medidas já conhecidas a que o Novo Banco estará sujeito: está impedido de distribuir dividendos e fazer aquisições durante o período de reestruturação. Terá ainda de avançar com mais despedimentos e fecho de balcões, sendo que a instituição prepara-se para acelerar esse processo. Quer dispensar mais 400 funcionários até ao final deste ano.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Comissão Europeia impõe limites aos salários no Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião