EDP segura a bolsa. Energética dispara 3%

  • Ana Batalha Oliveira
  • 12 Março 2018

A bolsa nacional termina o dia com nota positiva, apesar da quebra de mais de 1% do BCP. EDP e Jerónimo Martins seguram, mas é a elétrica liderada por António Mexia que mais brilha.

A quebra expressiva do BCP não abala a praça lisboeta. A EDP puxa pelo PSI-20 com os títulos a disparar 3%, num dia de perdas nos mercados petrolíferos mas positivo para a maioria das bolsas europeias.

O PSI-20 fechou a sessão com nota positiva: subiu 0,27% para os 5.438,370 pontos, em consonância com a maioria das bolsas europeias. O Stoxx 600 registou uma subida de 0,15%.

A EDP impulsiona o desempenho de Lisboa ao disparar 3,05% para os 3,01 euros por título. A elétrica liderada por António Mexia destaca-se pela positiva num dia de perdas acentuadas no mercado de petróleo. O barril de Brent, referência para a Europa, encontra-se a desvalorizar 1,24% para os 64,68 dólares. A Jerónimo Martins ajuda aos bons resultados com uma subida de 0,23% para os 15,35 euros.

A Nos, que chegou a somar 2% ao valor dos títulos, termina o dia com ganhos mais modestos: sobe 0,30% para os 5,10 euros. O aumento de 37% nos lucros, que deu origem a um dividendo reforçado em 50%, animou os investidores. Os acionistas da empresa vão ser remunerados em 30 cêntimos por ação, acima do consenso do mercado — 28 cêntimos — mas abaixo do esperado pelos analistas do BPI, que apontavam para os 37 cêntimos.

A travar maiores ganhos esteve o BCP, que caiu 1,42% para os 28,51 cêntimos. A Galp, outro dos “pesos pesados” do índice nacional, também perde energia, com uma quebra de 0,13% para os 15,07 euros, alinhada com a tendência dos mercados de petróleo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP segura a bolsa. Energética dispara 3%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião