Estes são os países mais felizes do mundo. Portugal está em 77.º no ranking das Nações Unidas

  • ECO
  • 16 Março 2018

A Finlândia é o país "mais feliz do mundo", tirando o título à Noruega, de acordo com as Nações Unidas. Portugal conseguiu subir no ranking e está agora a meio da tabela.

A Finlândia é o país “mais feliz do mundo”, com o país a roubar um título que antes pertencia à Noruega. Esta é a conclusão do Relatório Mundial de Felicidade de 2018 divulgado pelas Nações Unidas, que analisa o bem-estar dos habitantes de 156 países. Portugal conseguiu subir no ranking e está agora a meio da tabela.

Os portugueses estão mais felizes, revela o relatório anual das Nações Unidas. O país está agora no 77.º lugar deste top da ONU, uma melhoria em relação ao 89.º que ocupava no ano passado e que reflete o fim dos piores anos da crise em Portugal.

Nos primeiros lugares deste ranking aparecem os países do norte da Europa. É o caso da Finlândia, que surge agora em primeiro lugar. Logo a seguir, a Noruega, Dinamarca, Islândia. Nos restantes lugares cimeiros, podemos ver também a Suíça, Holanda, Canadá, Nova Zelândia, Suécia e Austrália.

Do outro lado do Atlântico, o relatório revela que os norte-americanos estão mais infelizes. Os EUA estão em 18.º., recuando face à posição 14.º que ocupava no ano passado. “Temos obviamente uma crise social nos EUA: mais desigualdade e menos confiança no Governo” de Trump, afirma o responsável pelo estudo, Jeffrey Sachs, à Reuters.

Veja se vive num dos países mais felizes

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Estes são os países mais felizes do mundo. Portugal está em 77.º no ranking das Nações Unidas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião