Pensões de carreiras longas sem bonificação? UGT quer esclarecimentos

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 16 Março 2018

Ao mesmo tempo que elimina o fator de sustentabilidade nas pensões de carreiras muito longas, o Governo também retira bonificações. UGT pede esclarecimentos ao Executivo.

A UGT entende que é preciso clarificar a questão suscitada esta sexta-feira em torno das pensões atribuídas a trabalhadores com carreiras contributivas muito longas. E não põe de parte a possibilidade de questionar o Governo na reunião de concertação social prevista para dia 23.

De acordo com o Jornal de Negócios, no âmbito do novo regime de reformas antecipadas para carreiras contributivas muito longas, o fim do corte do fator de sustentabilidade só é aplicado quando, em contrapartida, aquela pessoa perde o direito às bonificações por muitos anos de descontos. Os especialistas contactados mostram dúvidas quanto ao fundamento legal deste procedimento. Citando o Governo, o jornal indica ainda que quando o novo regime se revela menos favorável, é aplicado o antigo. Mas o que não se garante é que o novo regime venha a resultar num benefício, adianta ainda o Negócios.

“Compete ao Governo clarificar a situação”, diz Sérgio Monte em declarações ao ECO. E acrescenta: “Não me parece que o regime de bonificações, seja ele qual for, tenha sido suspenso, porque isso não foi negociado”. O dirigente da UGT entende que a questão tem de ser esclarecida e admite suscitar a questão numa próxima reunião de concertação social.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Pensões de carreiras longas sem bonificação? UGT quer esclarecimentos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião