Huawei lança primeiro telemóvel com três câmaras Leica

  • Juliana Nogueira Santos
  • 27 Março 2018

Para quê duas quando se pode ter três? O novo P20 Pro vem equipado com três câmaras Leica, intensificando a guerra de fabricantes na imagem.

O P20 Plus é um dos novos smartphones da Huawei.Huawei

A guerra dos smartphones trava-se na imagem e fotografia e a Huawei não ia ficar parada após os golpes da Apple e da Samsung. A tecnológica chinesa anunciou esta terça-feira o lançamento de três novos modelos, o P20, o P20 Lite e o P20 Pro, cheios de novidades no design e no desempenho.

Com um olho no ecrã sem margens do iPhone X, a Huawei lançou também o seu ecrã com efeito infinito, mas com um pequeno “notch” no topo onde ficam a câmara frontal e a coluna, tal como já tínhamos visto no topo de gama da Apple. Mas as grandes novidades vêm na versão Pro.

Nesta versão, a Huawei adicionou uma lente Leica às três que já equipavam o modelo anterior, o que permite aos amantes de fotografia terem uma teleobjetiva de oito megapíxeis com zoom ótico de três vezes e zoom híbrido de cinco vezes. A inteligência artificial vai também trabalhar em prol da qualidade da fotografia, com a câmara a detetar automaticamente o tipo de objeto que está a focar e a ajustar as definições.

Contas feitas, uma lente tem 40 megapíxeis, outra, monocromática, tem 20 megapíxeis e a irmã mais nova das três é uma teleobjetiva de oito megapíxeis. Já à frente, a câmara de selfies tem 24 megapíxeis.

Outra das novidades está na cor dos aparelhos que, conforme a luz, muda de tom. Através da utilização de uma técnica sofisticada de coloração, o metalizado da parte traseira dos P20 Pro cria um gradiente que leva o azul a ficar roxo e o rosa claro a escurecer.

Os preços variam entre os 649 e os 899 euros.Huawei

No fundo do telemóvel está também o botão de home, abolido do iPhone X em detrimento da identificação facial, que concentra não só a função original, mas também o sensor de impressões digitais. E o preço? O P20 chega esta terça-feira às lojas com a etiqueta de 649 euros, enquanto o P20 Pro só chega no dia seis de abril, por 899 euros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Huawei lança primeiro telemóvel com três câmaras Leica

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião