Procuradoria alemã pede extradição de Puigdemont

  • Juliana Nogueira Santos
  • 3 Abril 2018

Carles Puidgemont é acusado dos crimes de rebelião e uso indevido de fundos públicos. A justiça alemã cumpre assim o pedido do Governo de Rajoy.

A justiça alemã pediu esta terça-feira a extradição de Carles Puigdemont para território espanhol por crimes de rebelião e uso indevido de fundos públicos, noticiam os órgãos de comunicação espanhóis. Enquanto o processo decorre, o antigo presidente da Generalitat ficará detido, para prevenir a sua fuga.

Como noticia o El País, a procuradoria alemã deixou claro que agiu estritamente de acordo com a lei, ressalvando que o conflito catalão é um assunto interno espanhol, que deve ser resolvido à luz das leis e da Constituição do país.

“A acusação de rebelião contempla, essencialmente, a realização de um referendo inconstitucional apesar de serem esperados confrontos violentos”, lê-se no comunicado divulgado pela justiça alemã. A decisão segue agora para o tribunal de Schleswig, que tem a última palavra acerca da extradição.

Carles Puigdemont foi detido em território alemão a 25 de março, após ter passado a fronteira com a Dinamarca. Este estava de regresso a Bruxelas, onde estava exilado há já cinco meses.

(Notícia atualizado pela última vez às 10h20)

Comentários ({{ total }})

Procuradoria alemã pede extradição de Puigdemont

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião