Benfica encolhe em 97,3 milhões de euros a dívida à banca

O Benfica já tinha prometido, agora cumpriu. Fruto de reembolsos antecipados de dívida do Project Finance e de papel comercial, reduziu em quase 100 milhões o valor da dívida à banca.

Prometido é devido. E o Benfica cumpriu. A SAD anunciou que queria reduzir ao máximo a dívida perante a banca, caindo para um valor marginal, o que acaba de acontecer. Em comunicado enviado à CMVM, o clube liderado por Luís Filipe Vieira revela que nas últimas semanas reembolsou um total de 97,3 milhões de euros ao Novo Banco e ao BCP.

O Sport Lisboa e Benfica SAD informa “que a sua subsidiária Benfica Estádio procedeu hoje ao reembolso antecipado voluntário do valor em dívida do Project Finance, num montante de 37,8 milhões de euros“. “Dado que, a 28 de fevereiro de 2018, já tinha sido liquidada uma prestação de 2,5 milhões de euros, conforme previsto contratualmente, o montante total de reembolsos realizados ao Novo Banco e ao Millennium bcp ascendeu a 40,3 milhões de euros”, acrescenta a SAD em comunicado enviado à CMVM.

"Após a conclusão deste processo, a Benfica SAD e a sua subsidiária Benfica Estádio reduziram em 97,3 milhões de euros o valor da dívida bancária existente junto do Novo Banco e do Millennium BCP.”

Sport Lisboa e Benfica

Adicionalmente a estes 40 milhões, “no dia 29 de março de 2018, foi liquidado ao Novo Banco a 2ª emissão de Papel Comercial, no montante de 57 milhões de euros, a qual tinha sido subscrita a 29 de setembro de 2017 por um prazo de seis meses, tendo hoje sido formalizado o acordo de cessação do Programa de Papel Comercial”.

Assim, “após a conclusão deste processo, a Benfica SAD e a sua subsidiária Benfica Estádio reduziram em 97,3 milhões de euros o valor da dívida bancária existente junto do Novo Banco e do Millennium BCP, a qual estava refletida no passivo a 31 de dezembro de 2017″, refere a SAD dos encarnados.

O Benfica explica que “foram cedidos, sem recurso, créditos futuros relativos aos proveitos do contrato de exploração dos direitos de transmissão televisiva celebrado com a Nos, que são registados como passivo e associados aos proveitos do contrato com a Nos nos prazos normais deste”.

Recorde-se que Domingos Soares de Oliveira, em entrevista ao ECO24, já tinha revelado que iria ser feita esta cessão de crédito relativamente ao contrato da Nos. Esta operação permite à SAD “passar o passivo bancário dos 117 milhões de euros para um valor marginal”.

Soares de Oliveira precisou, à data, que o valor “marginal significa entre os 10 milhões e os 20 milhões de euros”. Ou seja, “após esta operação vamos passar a viver com descobertos bancários. Tivemos uma redução de mais de metade num período de dois anos e passaremos a ter basicamente esse valor a zero”.

(Notícia atualizada às 22h12 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Benfica encolhe em 97,3 milhões de euros a dívida à banca

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião