Christian Sewing deve ser o novo presidente executivo do Deutsche Bank

  • Lusa
  • 8 Abril 2018

Em 2017, o maior banco alemão teve perdas de 735 milhões de euros. O Deutsche Bank é atualmente liderado por John Cryan.

O membro do conselho de administração do Deutsche Bank Christian Sewing deverá ser nomeado este domingo novo presidente executivo daquele que é o maior banco da Alemanha, substituindo John Cryan, noticia a imprensa alemã.

De acordo com a publicação Spiegel Online, Christian Sewing será nomeado durante uma reunião do conselho de administração este domingo à noite. No sábado à noite, o Deutsche Bank confirmou que o “conselho de supervisão vai discutir o cargo de presidente executivo do banco”, apontando para este domingo uma eventual decisão.

John Cryan lidera o maior banco da Alemanha desde julho de 2015. Este responsável tem vindo a apostar na redução de custos, desde logo deixando regiões menos lucrativas, e em simplificar sistemas informáticos.

Ainda assim, o progresso na melhoria dos lucros do Deutsche Bank tem sido lento. Em 2017, esta instituição bancária teve perdas de 735 milhões de euros.

Na semana passada foi conhecido que o banco espanhol ABanca acordou comprar o negócio de retalho do alemão Deutsche Bank em Portugal, sem ser conhecido o montante da compra, e que a operação deverá estar concluída no primeiro semestre de 2019, após aprovações dos reguladores.

Ainda assim, o Deutsche Bank vai manter uma presença em Portugal, através da sucursal Deutsche Bank Portugal, que desenvolverá atividade ao nível da banca corporativa e de investimento, segundo a informação dada na altura.

Durante as últimas semanas, começaram também a surgir rumores de que John Cryan seria substituído. O agora apontado como seu sucessor, Christian Sewing, é membro do conselho de administração do Deutsche Bank desde 2015 e é responsável pela divisão de bancos privados e comerciais da instituição.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Christian Sewing deve ser o novo presidente executivo do Deutsche Bank

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião