Vimos 460 anúncios de casas para arrendar em Lisboa. Não há nenhuma até 500 euros

Entre 462 anúncios de casas para arrendar no concelho de Lisboa, não há nenhuma a 500 euros. E só três custam até 600 euros. Mesmo no distrito, é difícil encontrar casas por estes valores.

Este é um texto escrito em contrarrelógio. A premissa era encontrar casas para arrendar no concelho de Lisboa por um máximo de 500 euros. Para isso, corremos todos os anúncios publicados em dois dos portais de imobiliário mais utilizados por quem procura casa para arrendar — o Imovirtual e o Casa Sapo. Em mais de 460 anúncios de casas para arrendar na capital, publicados nas duas últimas semanas, encontrámos duas que custavam 500 euros. Só que, quando começámos a escrever este artigo, já ambas tinham desaparecido. Elevámos o teto para 600 euros e conseguimos encontrar quatro apartamentos com este critério. Quando acabámos de escrever este artigo, já só havia três, todas com menos de 50 metros quadrados.

Às 18h00 de sexta-feira, 6 de abril, o Imovirtual tinha 313 anúncios de casas para arrendar no concelho de Lisboa, entre 306 apartamentos e sete moradias, todos publicados nas últimas duas semanas. À mesma hora, e com os mesmos critérios, o Casa Sapo tinha 223 anúncios de apartamentos e quatro de moradias para arrendar. Excluindo a repetição dos anúncios que estavam publicados em ambos os portais, ficámos com um total de 462 casas para arrendar em Lisboa.

A mais barata é um T1 de 39 metros quadrados em Alcântara, por 590 euros por mês, o que equivale a mais de 15 euros por metro quadrado. Há ainda um T1 de 45 metros quadrados, por 600 euros (13 euros por metro quadrado), e um T1 de 35 metros quadrados, também por 600 euros (17 euros por metro quadrado), ambos na Ajuda. Estes três apartamentos foram todas as casas que encontrámos, no concelho de Lisboa, por uma renda máxima de 600 euros, não havendo nenhuma por 500 euros ou menos. Significa isto que só 0,65% de todos os anúncios de casas em Lisboa, publicados no Imovirtual e no Casa Sapo, têm uma renda por este valor.

Estes valores ficam muito acima daqueles que foram reportados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que, no mês passado, publicou pela primeira vez as estatísticas de rendas de habitação a nível local. As estatísticas do INE mostraram que Lisboa é, de longe, o município mais caro do país, mas os valores reais das rendas poderão estar até muito acima dos números oficiais. O INE utiliza a mediana, e não a média dos preços, para “expurgar o efeito de valores extremos da leitura do mercado de arrendamento”. Assim, registou um valor mediano de rendas de 9,62 euros por metro quadrado no município de Lisboa, número que representa mais do dobro da renda mediana de 4,39 euros por metro quadrado registada a nível nacional.

Este valor mediano significa que, em teoria, seria possível arrendar em Lisboa uma casa de pouco mais de 50 metros quadrados por 500 euros. O problema é que estas praticamente não existem. E, mesmo alargando a pesquisa ao distrito de Lisboa, não é fácil encontrar casas por este valor.

O Imovirtual tem publicados 474 anúncios de casas para arrendar no distrito de Lisboa e o Casa Sapo outros 395, entre apartamentos e moradias. Destes, há 25 casas a 500 euros E só 48 anunciam casas por 600 euros ou menos. O mais barato que se encontra é uma renda de 290 euros no concelho de Odivelas, por um T0 de 12 metros quadrados, o equivalente a mais de 24 euros por metro quadrado.

Ainda assim, fazendo a análise pelo preço do metro quadrado, é possível encontrar casas no distrito de Lisboa que ficam em linha com os preços praticados no resto do país. É o caso, por exemplo, de um T3 de 76 metros quadrados na zona do Vimeiro, por 300 euros por mês, o equivalente a 3,94 euros por metro quadrado. Ou de um T3 de 80 metros quadrados na Azambuja, por 350 euros por mês (4,37 euros por metro quadrado).

O facto de existirem não significa, contudo, que estes preços sejam comuns. Na verdade, quer no concelho, quer no distrito de Lisboa, o mais comum é encontrar casas com rendas entre os mil e os dois mil euros. No município, encontram-se no Imovirtual 230 casas neste intervalo de preços, e várias com apenas um quarto ou com 50 metros quadrados ou menos.

Comentários ({{ total }})

Vimos 460 anúncios de casas para arrendar em Lisboa. Não há nenhuma até 500 euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião