CMVM: “Não há mercado desenvolvido com baixa literacia financeira”

  • ECO
  • 13 Abril 2018

Filomena Oliveira, vice-presidente da CMVM, diz que a regulação não deve travar a inovação nos mercados, apesar dos riscos que comporta.

Para a vice-presidente da CMVM, é necessária uma maior literacia financeira para fomentar o mercado de capitais em Portugal. Filomena Oliveira defendeu ainda que a regulação deve ser um promotor da inovação e desenvolvimento dos mercados e exigir a responsabilização de todos os agentes económicos.

“Não há mercado desenvolvido e sustentado num baixo quadro de literacia financeira”, afirmou Filomena Oliveira na abertura do II Congresso de Valores e Mercados Financeiros que termina esta sexta-feira.

A vice-presidente do polícia dos mercados falava sobre “Regulação e Futuro do Mercado de Capitais”. Disse que a regulação não deve impedir a inovação. Antes pelo contrário, defendeu: “A regulamentação proporcional e convergente deve promover, com os devidos controlos que assegurem a defesa dos interesses dos aforradores, a inovação e o desenvolvimento, exigindo a responsabilização de todos os atores do sistema, nomeadamente através de uma capacitação, a montante, dos investidores em geral”.

"Não há mercado desenvolvido e sustentado num baixo quadro de literacia financeira.”

Filomena Oliveira

Vice-presidente da CMVM

Mas a “inovação financeira comporta grandes oportunidades e também riscos”, disse ainda a responsável. “A experiência anterior mostra a crucialidade da regulamentação no desenvolvimento do mercado: criação de condições de robustez, responsabilidade e transparência que permitam o regresso da confiança aos mercados, fator indispensável ao desenvolvimento de qualquer segmento do setor financeiro”, declarou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CMVM: “Não há mercado desenvolvido com baixa literacia financeira”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião