Quem ganha mais com o Airbnb? Portugueses ultrapassam italianos e espanhóis

  • ECO
  • 13 Abril 2018

Estudo do FMI, apresentado pelo antigo ministro Vítor Gaspar, aponta caminhos possíveis para os Estados maximizarem receita fiscal proveniente de novas formas de negócios digitais.

Em Portugal, o rendimento médio anual bruto por anfitrião na rede de alojamento local Airbnb é maior do que em Itália ou Espanha. De acordo com um estudo do Fundo Monetário Internacional (FMI), só o Japão supera a média nacional, escreve esta sexta-feira o Dinheiro Vivo.

O FMI vê margem para aumentar a coleta neste tipo de negócio, para melhorar aquilo a que chama de “governo digital”. E aponta possíveis caminhos para que os Estados maximizem a receita fiscal com origem em novas formas de negócio digitais, em rede, como o alojamento local Airbnb. O capítulo analítico do Monitor Orçamental (Fiscal Monitor) foi apresentado esta quinta-feira pelo diretor do departamento de Finanças Públicas do FMI, o antigo ministro das Finanças português Vítor Gaspar.

Na apresentação do estudo “Governo digital”, Vítor Gaspar e uma das suas adjuntas, Geneviève Verdier, concluem que “as pessoas estão a substituir os táxis pelo Uber, os hotéis pelo Airbnb e o dinheiro vivo pelo PayPal”. “E os governos, podem ficar à margem desta transformação? Provavelmente, não”, acrescentam ainda.

No caso concreto do Airbnb, há margem para o Estado fazer melhor, ainda que o FMI considere que o rendimento médio por anfitrião ainda seja baixo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quem ganha mais com o Airbnb? Portugueses ultrapassam italianos e espanhóis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião