Ações dos CTT invertem e somam 1%. Lisboa acompanha reviravolta

Correios inverteram rumo dos acontecimentos após início de sessão sob alta pressão. Com isso, a bolsa de Lisboa também voltou à tona da água.

Depois de ter chegado a cair mais de 3% logo no arranque da sessão lisboeta, as ações dos CTT inverteram o rumo dos acontecimentos e estão agora a somar 1%. A reviravolta permitiu à bolsa nacional regressar acima da linha de água, após um despertar de dia que também foi negativo.

Os títulos do operador dos correios ganham 0,92% para 3,08 euros. A volatilidade mais intensa em torno dos CTT acontece depois do anúncio dos resultados que saíram abaixo das estimativas do CaixaBI. Francisco Lacerda revelou lucros trimestrais de 5,4 milhões de euros esta quarta-feira, metade do resultado alcançado há um ano. Os analistas do banco também esperam mais de dez milhões de euros de lucros no primeiro trimestre.

“A nossa primeira leitura é que os resultados foram claramente abaixo das nossas expectativas, nomeadamente no Correio e nos Serviços Financeiros”, dizem os analistas do CaixaBI num comentário aos resultados dos CTT divulgado esta quinta-feira. “A empresa continua a operar num ambiente muito difícil e sujeita a vários riscos com os negócios acima mencionados (enquadramento regulatório e menor subscrição de certificados de poupança, respetivamente)”, frisa ainda a equipa de research do banco que antecipava um lucro superior a dez milhões.

Correios invertem e somam

Com isto, o PSI-20 também já se apresenta com ganhos, avançando agora 0,1% para 5.503,29 pontos. Há um outro fator a ajudar: o BCP, a cotada com maior peso na bolsa portuguesa, e cujos títulos valorizam 0,82% para 0,2821 euros.

A travar uma maior valorização do benchmark nacional estão sobretudo duas energéticas: a EDP e EDP Renováveis estão de braços dados com uma queda em torno de 0,5%.

Lisboa está em contraciclo com a Europa, onde os principais índices se encontram sob alguma pressão vendedora. Os investidores estão ainda a digerir o fim da reunião da Reserva Federal norte-americana, que não dissipou dúvidas em relação ao caminho futuro dos juros do outro lado do Atlântico.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ações dos CTT invertem e somam 1%. Lisboa acompanha reviravolta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião